REGUEIRA, ISAURO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: REGUEIRA, Isauro
Nome Completo: REGUEIRA, ISAURO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
REGUEIRA, ISAURO

REGUEIRA, Isauro

*militar; comte. 1ª RM 1946; emb. Bras. Paraguai 1946-1947.

Isauro Regueira nasceu em Itaqui (RS) no dia 17 de junho de 1883, filho de José Maria Regueira e de Tersa Rivaldo.

Sentou praça em abril de 1901, ingressando na Escola Militar da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Declarado alferes-aluno em março de 1906, foi promovido a segundo-tenente em outubro de 1908, a primeiro-tenente em fevereiro de 1913 e a capitão em julho de 1919.

Transferido para São Paulo, aí participou de setembro de 1924 a junho do ano seguinte da repressão ao movimento tenentista, deflagrado concomitantemente em Sergipe e no Amazonas, onde foi dominado com rapidez. Em São Paulo, comandados por Isidoro Dias Lopes, os rebeldes ocuparam a capital por três semanas, deslocando-se em seguida para o interior. Em abril de 1925, no oeste do Paraná, esse grupo fez junção com o contingente revolucionário que sublevara em outubro do ano anterior unidades militares no Rio Grande do Sul, constituindo a partir de então a Coluna Prestes.

Promovido a major em maio de 1927 e a tenente-coronel em maio de 1929, passou a servir no 5º Regimento de Cavalaria Independente, em Quaraí (RS). Após a Revolução de 1930, participou da repressão à Revolução Constitucionalista de São Paulo entre agosto e outubro de 1932, sendo promovido em junho do ano seguinte a coronel. Em dezembro de 1937, um mês após a instauração do Estado Novo (10/11/1937), passou a general-de-brigada.

Em março de 1938 substituiu o general José Joaquim de Andrade na função de diretor de Aviação Militar do Exército, que desempenhou até fevereiro de 1941, quando da criação do Ministério da Aeronáutica. Nesse mesmo período comandou também a Escola de Estado-Maior do Brasil. Ainda em 1941 assumiu a Inspetoria Geral de Ensino do Exército. Em 1943 comandou a 2ª Região Militar (2ª RM), sediada em São Paulo, e no ano seguinte, deixando a Inspetoria Geral de Ensino do Exército, assumiu interinamente o comando da 9ª RM, sediada em Mato Grosso. Ainda em 1944 foi promovido a general-de-divisão. No ano seguinte tornou-se comandante da 7ª RM, localizada em Pernambuco, e em 1946 desempenhou a mesma função na 1ª e na 4ª RMs, no Distrito Federal e em Belo Horizonte, respectivamente. Ainda em outubro de 1946 foi designado para substituir José Fabrino de Oliveira Barão à frente da embaixada brasileira no Paraguai. Permaneceu em Assunção até março do ano seguinte, quando foi substituído por Júlio Augusto Barbosa Carneiro.

Bacharel em matemática e ciências físicas, durante sua carreira militar fez também os cursos de estado-maior, de engenharia e de informação.

Casou-se com Rosa Pires.

FONTES: ALMEIDA, G. Homens; ARQ. GETÚLIO VARGAS; COUTINHO, A. Brasil; MIN. GUERRA. Almanaque (1944); MIN. REL. EXT. Anuário; SOUSA, J. Verdade; WANDERLEY, N. História.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados