RICARDO JOSE SANTA CECILIA CORREIA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CORREIA, Ricardo
Nome Completo: RICARDO JOSE SANTA CECILIA CORREIA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CORREIA, RICARDO

CORREIA, Ricardo

*dep. fed. MT 1993-1994.

 

Ricardo José Santa Cecília Correia nasceu em Uberlândia (MG) em 7 de agosto de 1942, filho de José Correia e de Lídia Santa Cecília Correia.

Em 1975 filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido que deu sustentação ao regime militar instaurado em abril de 1964.

Em 1978, formou-se em direito pela Faculdade Anhanguera de Ciências Humanas, de Goiás. Ainda nesse ano, em novembro, elegeu-se deputado estadual em Mato Grosso, tornando-se vice-líder do governo e vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça. Após o fim do bipartidarismo, em novembro de 1979, e a consequente reorganização partidária, ingressou no Partido Democrático Social (PDS), agremiação que sucedeu a Arena. Entre 1981 e 1983 ocupou a primeira vice-presidência da Assembléia.

Ainda em 1983, tornou-se secretário de Indústria, Comércio e Turismo durante o governo Júlio Campos (1983-1986). Deixou a secretaria em 1984 e ocupou a de Obras e Serviços Públicos. Em 1986, tornou-se diretor financeiro da Telecomunicações de Mato Grosso. Ainda nesse ano, deixou o PDS e filiou-se ao Partido Liberal (PL).

Em outubro de 1990 concorreu à Câmara dos Deputados, obtendo uma suplência. No ano seguinte, transferiu-se para São Paulo, passando a chefiar o escritório de representação de Mato Grosso no estado.

Em março de 1993, assumiu o mandato na vaga de Joaquim Sucena, vindo a integrar a primeira vice-presidência da Comissão de Desenvolvimento Urbano e Interior e, como suplente, as comissões de Agricultura e Política Rural e a de Constituição e Justiça e de Redação. Deixou a Câmara em março de 1994, com o retorno do titular. Em outubro, disputou novamente um mandato de deputado federal, não obtendo sucesso.

No pleito de outubro de 1998, não concorreu a cargo eletivo. Na sequência, foi diretor de planejamento do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), sediado em Brasília.

Na eleição de novembro de 2006, fez outra tentativa de concorrer a uma vaga pelo Mato Grosso na Câmara dos Deputados, desta vez na legenda do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), porém novamente não obteve êxito.

Casou-se com Ieda Maria Catalano Correia, com quem teve três filhos.

 

FONTE: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1991-1995); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1994, 1998); ASS. LEG. (MT). Secretaria de Imprensa (2004).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados