ROGERIO DA SILVA REGO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: REGO, Rogério
Nome Completo: ROGERIO DA SILVA REGO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
REGO, ROGÉRIO

REGO, Rogério

*dep. fed. BA 1971-1982.

 

Rogério da Silva Rego nasceu em Salvador no dia 21 de dezembro de 1933, filho de José Raimundo Fortes do Rego e de Elisa da Silva Fortes do Rego.

Em 1959 bacharelou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da Universidade da Bahia, tornando-se, em seguida, oficial-de-gabinete do governador do estado Juraci Magalhães (1959-1963), a quem era ligado politicamente. Em 1960 ocupou os cargos de assistente jurídico da Procuradoria do Estado e da Prefeitura Municipal de Salvador, na qual permaneceu até o ano seguinte. Deixou o gabinete do governador em 1962 e foi ainda diretor do Departamento de Cooperativismo do Estado e procurador do Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Servidores do Estado da Bahia. Em 1967 tornou-se oficial-de-gabinete do vice-governador Jutaí Magalhães, cargo que ocuparia até 1971. Ainda em 1967, participou dos seminários sobre cooperativismo, realizados na Universidade de Wisconsin, comunicação, na Universidade de Michigan, e sobre o programa do Washington International Center, todos nos Estados Unidos.

No pleito de novembro de 1970 elegeu-se deputado federal por seu estado na legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), assumindo sua cadeira em fevereiro do ano seguinte. Nessa legislatura foi presidente da Comissão da Bacia do São Francisco, membro da Comissão de Relações Exteriores. Durante sua atividade parlamentar fez parte do grupo ligado ao presidente de seu partido, Filinto Müller, falecido em julho de 1973, e, em seguida, a seu sucessor, Petrônio Portela. Reeleito em novembro de 1974, sempre na legenda da Arena, manteve-se na Comissão de Relações Exteriores, presidiu a Comissão Especial da Bacia do São Francisco.

Integrante do grupo renovador da Arena, ocupou, a partir de março de 1977, a presidência da Fundação Mílton Campos, organismo de estudos e debates políticos de seu partido. Em novembro de 1978 foi mais uma vez eleito deputado federal, participando da Comissão de Relações Exteriores que passou a presidir, em 1980. Deixou a Fundação Mílton Campos em 1979 e, com a extinção do bipartidarismo em 29 de novembro desse ano e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao partido do governo, o Partido Democrático Social (PDS). Nessa legenda candidatou-se a vice-governador da Bahia, na chapa encabeçada por Clériston Andrade para as eleições de novembro de 1982.

Faleceu no dia 1º de outubro de 1982, ainda em plena campanha eleitoral, vítima de um desastre aéreo na Bahia, juntamente com o candidato ao governo do estado.

Era casado com Célia Diniz Gonçalves Rego, com quem teve duas filhas.

Publicou Development of the cooperative system in Brazil (em colaboração com José de Siqueira Rodrigues Filho, 1967).

 

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1971-1975, 1975-1979 e 1979-1983); Estado de S. Paulo (10/8/82); Jornal do Brasil (14/3/77 e 2/10/82); NÉRI, S. 16; Perfil (1972 e 1980): TRIB. SUP. ELEIT. Dados (9).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados