SA, JOSE LUIS DE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SÁ, José Luís de
Nome Completo: SA, JOSE LUIS DE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
_SÁ, José Luís de

, José Luís de

*const. 1987-1988; dep. fed. RJ 1987-1991.

               

José Luís de Sá nasceu em Volta Redonda (RJ) no dia 4 de agosto de 1950, filho de Luís de Sá e de Marinets Chaves de Sá.

Formou-se em administração na Sociedade Barramansense de Ensino Unificado, em Barra Mansa (RJ), em 1975. Nessa mesma instituição formou-se em direito no ano de 1979. Dois anos depois, pós-graduou-se em administração pública no Instituto Nacional de Administração da Universidade Alcalar Henaries, em Madri.

De volta ao Brasil, concentrou suas atividades em Volta Redonda, onde foi chefe do departamento de administração do Serviço de Água e Esgoto. Também foi professor-assistente da Faculdade de Ciências Administrativas de Barra Mansa.

Iniciou sua carreira política em sua cidade natal, elegendo-se vereador em novembro de 1982 na legenda do Partido Democrático Social (PDS), começando o mandato em fevereiro de 1983. Líder do PDS até 1984, no ano seguinte desligou-se dessa agremiação filiando-se ao Partido da Frente Liberal (PFL).

Em novembro de 1986 concorreu a deputado federal constituinte, agora na legenda do Partido Liberal (PL). Apesar de ter obtido uma votação pouco significativa, cerca de oito mil votos, foi beneficiado pela grande votação de Álvaro Vale (PL), que recebeu mais de 300 mil votos. Dessa forma, José Luís de Sá ocupou uma cadeira na Assembléia Nacional Constituinte a partir de fevereiro de 1987. Participou dos trabalhos constituintes como membro titular da Subcomissão de Tributos, Participação e Distribuição das Receitas, e da Comissão do Sistema Tributário, Orçamento e Finanças.

Na Constituinte votou a favor da remuneração 50% superior para o trabalho extra, da jornada semanal de 40 horas, do aviso prévio proporcional, da unicidade sindical, do voto facultativo aos 16 anos, do presidencialismo, do mandato de cinco anos para o presidente José Sarney e da legalização do jogo do bicho. Votou contra a estabilidade no emprego, a pena de morte, a limitação do direito de propriedade privada, a legalização do aborto e a estatização do sistema financeiro.

Com a promulgação da nova Carta (5/10/88), continuou participando dos trabalhos legislativos ordinários na Câmara dos Deputados.

Ainda no PL fluminense, concorreu novamente ao cargo de deputado federal no pleito de outubro de 1990, mas não conseguiu reeleger-se. Deixou a Câmara em janeiro do ano seguinte, ao final da legislatura 1987-1991. Desligando-se do PL, filiou-se ao Partido Progressista Reformador (PPR) e candidatou-se a deputado federal em outubro de 1994, obtendo uma suplência. Contudo, devido a denúncias de irregularidades nesse processo eleitoral, a eleição foi anulada e novo pleito foi realizado em novembro seguinte, mas novamente José Luís de Sá não conseguiu eleger-se.

Em agosto de 1995, com a fusão do PPR com o Partido Progressista (PP), dando origem ao Partido Progressista Brasileiro (PPB), filiou-se a esta legenda e candidatou-se a uma cadeira na Câmara no pleito de outubro de 1998, também não obtendo êxito.

Casou-se com Maria Cecília Costa de Sá, com quem teve três filhos.

Publicou La motivación en la administración pública.

               

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. Repertório (1987-1988); COELHO, J. & OLIVEIRA, A. NovaFolha de São Paulo (19/1/87); Globo (7/10/98); TRIB. SUP. ELEIT. Relação (1998).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados