SERGIO MOREIRA FILOMENO GOMES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FILOMENO, Sérgio
Nome Completo: SERGIO MOREIRA FILOMENO GOMES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
FILOMENO, SÉRGIO

FILOMENO, Sérgio

*dep. fed. CE 1983, 1984-1987.

 

Sérgio Moreira Filomeno Gomes nasceu em Fortaleza no dia 2 de março de 1941, filho de José Maria Filomeno Gomes e de Susana Moreira Filomeno Gomes. Seu irmão Cláudio Filomeno foi deputado federal pelo Ceará de 1979 a 1987.

Industrial, formou-se em economia pela Universidade Federal do Ceará em 1965.

Nas eleições de novembro de 1982, apoiado pelo irmão e após uma das mais caras campanhas já registradas no estado, elegeu-se deputado federal pela legenda do Partido Democrático Social (PDS). Tomou posse em fevereiro de 1983. Em abril, advogados do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) entraram com recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, solicitando a sua impugnação.

Caracterizado o abuso de poder econômico e a conseqüente infração ao Código Eleitoral, Sérgio Filomeno teve o mandato cassado pelo TRE-CE. Por conta disso, não compareceu à sessão da Câmara dos Deputados reunida no dia 25 de abril de 1984, em que a Câmara rejeitou a emenda Dante de Oliveira, que previa o restabelecimento das eleições diretas para presidente da República já em novembro.

Filomeno recorreu, alegando ter sido diplomado, e em dezembro de 1984 foi reinvestido no cargo por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mesmo assim, perplexos diante das “estarrecedoras denúncias sobre o comportamento dos candidatos na condução de suas campanhas” no Ceará, os ministros do TSE insistiram para que as investigações prosseguissem, a fim de averiguar a existência de outros crimes.

Titular da Comissão de Economia, no Colégio Eleitoral, reunido em 15 de janeiro de 1985, apoiou o candidato oposicionista Tancredo Neves, eleito pela Aliança Democrática, uma união do PMDB com a dissidência do PDS abrigada na Frente Liberal. Doente, Tancredo Neves não chegou a ser empossado, vindo a falecer em 21 de abril de 1985. Seu substituto foi o vice José Sarney, que já vinha exercendo o cargo interinamente, desde 15 de março desse ano.

Em agosto de 1985 Sérgio Filomeno participou da fundação do Partido Liberal (PL), tornando-se presidente do diretório da agremiação no Ceará. Em convenção realizada no dia 4 de agosto de 1985 foi lançado candidato à prefeitura de Fortaleza.

No dia 20 de agosto, porém, o Ministério Público, representado pela promotora de justiça Francisca Odília Fontenele, apresentou ao juiz da 1ª Zona Eleitoral de Fortaleza pedido de impugnação da sua candidatura, baseado na condenação de 1983 que não teria perdido a validade. Ainda assim, Sérgio Filomeno conseguiu disputar as eleições municipais de novembro de 1985, sendo derrotado pela candidata do Partido dos Trabalhadores (PT), Maria Luísa Fontenele.

Deixou a Câmara dos Deputados ao término da legislatura, em janeiro de 1987, vindo a falecer no Rio de Janeiro, em 24 de abril de 1987.

Era casado com Ana Maria Fontenele Filomeno Gomes, com quem teve dois filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1983-1987); Folha de S. Paulo (12/12/84, 4/8/85); Globo (27/4/83, 21/8 e 21/9/85, 25 e 26/4/87); Jornal do Brasil (21/7 e 5/8/85).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados