SILVA, GERALDO IDELFONSO MASCARENHAS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SILVA, Geraldo Idelfonso Mascarenhas
Nome Completo: SILVA, GERALDO IDELFONSO MASCARENHAS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SILVA, GERALDO IDELFONSO MASCARENHAS

SILVA, Geraldo Idelfonso Mascarenhas

*dep. fed. MG 1955-1959.

 

Geraldo Ildefonso Mascarenhas da Silva nasceu em Paraopeba (MG) no dia 3 de julho de 1907, filho de João Ildefonso da Silva e de Francisca de Lins Mascarenhas da Silva.

Durante o Governo Provisório de Getúlio Vargas (1930-1934), exerceu de 1933 a 1934 a função de oficial-de-gabinete da Presidência da República. A partir de abril de 1937 tornou-se auxiliar do Gabinete Civil, exercendo essas funções durante todo o Estado Novo, até sua extinção em outubro de 1945. Ocupou, de 1946 a 1947, o cargo de secretário de Educação e Saúde Pública de seu estado, durante a interventoria federal de Alcides Lins.

Em outubro de 1950 elegeu-se segundo suplente de deputado federal por Minas Gerais, na legenda do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), não chegando, nessa legislatura, a assumir uma cadeira na Câmara dos Deputados. Em outubro de 1954 elegeu-se primeiro suplente de deputado, na mesma legenda, tendo exercido seu mandato a partir de julho do ano seguinte. Durante o governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961), tornou-se diretor da Rede Ferroviária Federal (RFFSA). Em outubro de 1958 elegeu-se novamente segundo suplente de deputado, ainda na legenda de seu partido. Encerrando seu mandato anterior em janeiro de 1959, só voltou à Câmara em abril do mesmo ano, aí permanecendo até julho seguinte, quando se afastou definitivamente das atividades parlamentares.

Ao longo de sua vida, foi ainda diretor do Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge), durante o governo de Israel Pinheiro em Minas (1966-1970), e exerceu as funções de promotor de justiça na capital federal, chegando mais tarde a procurador de justiça.

Em 1983, após a posse de Tancredo Neves no governo de Minas Gerais, voltou a ocupar uma diretoria do Bemge, na filial do Rio de Janeiro.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 6 de janeiro de 1986.

Era casado com Iracema Guimarães Mascarenhas da Silva, com quem teve dois filhos: o psicanalista Eduardo Mascarenhas, deputado federal pelo Rio de Janeiro nos períodos 1991-1993, 1993-1994 e 1995-1997, e Marina Mascarenhas Reis, casada com Mílton Reis, deputado federal por Minas Gerais de 1960 a 1969 e de 1983 a 1991 e constituinte em 1987-1988.

Publicou Problemas brasileiros.

 

FONTES: ANDRADE, F. Relação; ARQ. GETÚLIO VARGAS; CÂM. DEP. Deputados; CONSULT. MAGALHÃES, B.; COUTINHO, A. Brasil; Jornal do Brasil (7/1/86); PEIXOTO, A. Getúlio; Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2, 3 e 4); Veja (15/1/86).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados