SILVA, HUGO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SILVA, Hugo
Nome Completo: SILVA, HUGO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SILVA, HUGO

SILVA, Hugo

*militar; interv. RJ 1946-1947.

Hugo Silva nasceu em Porto Alegre no dia 8 de dezembro de 1900, filho de Gabriel Silva e de Alzira Macalão Silva.

Sentou praça em maio de 1918 na Escola Militar de sua cidade natal, saindo aspirante-a-oficial da arma de artilharia em janeiro de 1921. Em maio do mesmo ano foi promovido a segundo-tenente. Recebendo em outubro de 1922 a patente de primeiro-tenente, participou dos movimentos revolucionários de São Paulo de 1924 a 1927. Em agosto de 1931 chegou a capitão.

Após formar-se em 1934 pela Faculdade de Medicina do Rio Grande do Sul, passou a trabalhar no serviço de oftalmologia e otorrinolaringologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre e da Beneficência Portuguesa de seu estado. Recebeu a patente de major em dezembro de 1938 e a de tenente-coronel em junho de 1943. Tornando-se coronel em junho de 1946, comandou o 1º Batalhão de Caçadores (1º BC), sediado em Petrópolis (RJ), até ser nomeado, em setembro do mesmo ano, pelo presidente da República, general Eurico Gaspar Dutra, interventor federal no estado do Rio de Janeiro. Ocupou esse cargo até fevereiro do ano seguinte, quando foi substituído pelo então secretário do Interior e Justiça do mesmo estado, Francisco de Paula Lupério Santos. Em 1952, ainda como coronel, chefiou o estado-maior da 6ª Região Militar (6ª RM), em Salvador, ali permanecendo até 1954. De 1955 a 1966 exerceu a função de representante do Ministério da Guerra no Conselho Nacional de Economia, sendo posteriormente transferido para a reserva com a patente de general-de-divisão.

Ao longo de sua carreira militar, fez os cursos da Escola de Infantaria, da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, da Escola de Estado-Maior, da Escola de Motomecanização, da Escola de Guerra Naval e da Escola Superior de Guerra (ESG). Pertenceu à Associação Médica Brasileira (AMB), à Associação Médica do Estado do Rio de Janeiro (AMERJ) e à Sociedade de Hipnose Médica. Além de suas atividades militares e médicas, atuou na imprensa, tendo sido colaborador do jornal Luta Democrática e membro da Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Foi ainda presidente da Caixa Econômica do estado do Rio de Janeiro.

Casou-se com Valentina Fonseca e Silva, com quem teve três filhos.

Publicou O comando de Caxias na Guerra do Paraguai (1951).

FONTES: CORRESP. GOV. EST. RJ; COUTINHO, A. Brasil; Encic. Mirador; LACOMBE, L. Chefes; MIN. GUERRA. Almanaque; MOREIRA, J. Dic.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados