SILVA JUNIOR

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SILVA JÚNIOR
Nome Completo: SILVA JUNIOR

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SILVA JÚNIOR

SILVA JÚNIOR

*sen. PB 1996-1997, 1999.

José Carlos da Silva Júnior nasceu em Campina Grande (PB), no dia 16 de junho de 1926, filho de José Carlos da Silva e de Maria Rosa da Silva.

Empresário, cursou contabilidade no Colégio Alfredo Dantas, na cidade natal.

Em 1982, filiado ao Partido Democrático Social (PDS), foi escolhido para compor a chapa encabeçada por Wilson Leite Braga, que conquistou o governo da Paraíba nas eleições de novembro, derrotando Antônio Mariz, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).

Em maio de 1986, quando deveria substituir o governador que se afastara para concorrer ao Senado, Silva Júnior também se descompatibilizou, a fim de disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, intenção que afinal não se concretizou. O governo foi concluído pelo então senador Mílton Cabral, eleito indiretamente pela Assembléia Legislativa.

Em 1994, já no PMDB, Silva Júnior compôs a chapa ao Senado como suplente do ex-governador Ronaldo Cunha Lima, eleito em outubro. A licença do titular permitiu que exercesse o mandato de setembro de 1996 a janeiro de 1997; recordista de ausências, justificou sua pouca participação nas sessões alegando estar ocupado com a presidência da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), além das atividades empresariais que o ligavam ao setor. De volta ao Senado de junho a outubro de 1999, quando Cunha Lima se licenciou de novo, integrou a Comissão Especial que estudou as causas da pobreza no país. Com o retorno do titular em novembro de 1999 e sua permanência no cargo até o fim do mandato, em janeiro de 2003, Silva Júnior permaneceu na suplência ao longo deste período. 

Conselheiro da ABIC entre 2005 e 2008, em setembro de 2009 Silva Júnior foi homenageado pelo Câmara Municipal de Campina Grande pelos serviços prestados ao desenvolvimento da Paraíba. Quando da homenagem, o grupo José Carlos da Silva Júnior comandava um dos maiores oligopólios de comunicação da região Nordeste, do qual faziam parte a TV Paraíba e a TV Cabo Branco, afiliadas da Rede Globo, assim como o Jornal da Paraíba, a Rádio Cabo Branco FM, a Rádio 101 FM e o portal de notícias na internet, Paraíba1. 

Em Campina Grande, Silva Júnior foi diretor-presidente da São Brás S.A. Indústria e Comércio de Alimentos, da Editora Jornal da Paraíba, da Televisão Paraíba Ltda., da Transbrás Transportes de Bens Ltda. e da São Brás Empreendimentos Imobiliários Ltda., e em João Pessoa, da Televisão Cabo Branco Ltda., da Rádio Areia Dourada Ltda., da Rede Litorânea de Rádio e da Brasmotors Comércio de Veículos Ltda. — Concessionária GM. Em Natal, dirigiu a Autobrás Comércio de Veículos Ltda. — Concessionária Fiat.

Presidiu o Sindicato do Milho, Torrefação de Café e Refinação do Sal do Estado da Paraíba. Vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, atuou como suplente do Conselho da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Integrou ainda o Conselho da Associação Comercial de Campina Grande e foi diretor da Bolsa de Mercadorias da Paraíba, além de presidente da Associação Brasileira da Indústria do Café.

Casou-se com Virgília Henriques de Oliveira Carlos da Silva.

 

FONTES: Olho no Congresso/Folha de S. Paulo (30/1/97); SENADO. Internet; www.abic.com.br; www.senado.gov.br; www.paraiba1.com.br (endereços eletrônicos acessados em 17/10/2009).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados