SILVEIRA, PAULO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SILVEIRA, Paulo
Nome Completo: SILVEIRA, PAULO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SILVEIRA, PAULO

SILVEIRA, Paulo

*jornalista; pres. UNE 1944-1945.

 

Paulo Ribeiro da Silveira nasceu em Aracaju no ano de 1919.

Transferiu-se em 1938 para o Rio de Janeiro, então Distrito Federal, onde concluiu os estudos secundários e tornou-se repórter do jornal A Notícia. Durante esse período, trabalhou também como redator em Dom Casmurro e ingressou, em 1940, na Faculdade de Direito do Rio de Janeiro.

Em 1941 deixou A Notícia e tornou-se redator de Diretrizes, revista fundada em 1938 pelo jornalista Samuel Wainer e então transformada em jornal semanal, radicalizando sua postura de oposição ao Estado Novo (1937-1945). Presidente do centro acadêmico de sua faculdade, tornou-se, em 1944, presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), criada em 1938 como Conselho Nacional dos Estudantes e oficializada como UNE em fevereiro de 1942. Sua gestão à frente da UNE, concluída em 1945, quando tornou-se bacharel em direito, coincidiu com o engajamento dos estudantes na campanha pela intervenção do Brasil na Segunda Guerra Mundial (1939-1945) contra os países do Eixo.

Deixou a redação de Diretrizes em 1947, fundando, dois anos depois, O Mundo, do qual se tornou secretário de redação. Com a fundação, em junho de 1951, do jornal Última Hora, por iniciativa de Samuel Wainer, tornou-se secretário de redação do novo diário, onde chegaria a exercer a função de diretor responsável.

Em 1961, participou da XVIII Reunião da Sociedade Interamericana de Imprensa, realizada em Nova Iorque, nos Estados Unidos, ocasião em que denunciou como “crimes contra a liberdade de imprensa” atos praticados por Carlos Lacerda, governador do então estado da Guanabara. Deixou a Última Hora em 1964. Em novembro de 1966 candidatou-se a deputado federal na legenda do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), obtendo apenas uma suplência. Diretor-produtor do jornal Correio da Manhã, do Rio de Janeiro, de 1969 a 1970, exerceu, ainda na década de 1970, a advocacia, no escritório do advogado e escritor Paulo Mercadante.

Faleceu no dia 17 de fevereiro de 1993.

 

FONTES: CONSULT. RAMOS, P.; Grande encic. Delta; Jornal do Brasil (5/11/66); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (8).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados