SILVIO BASTOS TAVARES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TAVARES, Bastos
Nome Completo: SILVIO BASTOS TAVARES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TAVARES, BASTOS

TAVARES, Bastos

*const. 1946; dep. fed. RJ 1946-1951.

 

Sílvio Bastos Tavares nasceu em Campos (RJ) no dia 19 de julho de 1893, filho de Antônio Luz Tavares e de Amélia Bastos Tavares.

Fez os estudos secundários no Liceu de Humanidades de sua cidade natal, cursando depois a Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, então Distrito Federal, onde se formou em 1918.

No pleito de outubro de 1934 elegeu-se deputado à Assembléia Constituinte do estado do Rio, assumindo o mandato estadual no ano seguinte. Em 1936 elegeu-se prefeito de Campos, deixando conseqüentemente a Assembléia Legislativa.

Após o fim do Estado Novo (1937-1945), elegeu-se em dezembro de 1945 deputado pelo estado do Rio de Janeiro à Assembléia Nacional Constituinte na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Empossado em fevereiro do ano seguinte, participou dos trabalhos constituintes e, após a promulgação da nova Carta (18/9/1946), passou a exercer o mandato ordinário. Integrou as comissões Permanente de Saúde Pública, Especial de Leis Complementares da Constituição e Mista de Leis Complementares da Câmara dos Deputados e deixou essa casa ao final da legislatura, em janeiro de 1951, não conseguindo se reeleger no pleito de outubro do ano anterior, pela legenda do PSD.

Agricultor dedicado ao plantio da cana-de-açúcar, em fevereiro seguinte tornou-se presidente do Instituto do Açúcar e do Álcool (IAA), tendo sido o primeiro representante fluminense a ocupar o cargo. Durante sua administração elaborou o Plano de Defesa da Safra para o biênio 1951-1952. Deixou o IAA em dezembro de 1951 e, no pleito de outubro de 1954, tentou novo mandato federal na mesma legenda, mas obteve apenas uma suplência, não chegando a ocupar nenhuma cadeira na Câmara.

No pleito de outubro de 1958 elegeu-se deputado estadual, sempre pelo PSD, assumindo o mandato em fevereiro do ano seguinte.

Foi também diretor de Higiene Municipal de Campos e presidente da Companhia Usinas Nacionais, sediada na mesma cidade.

Faleceu no Rio de Janeiro em 1961, em pleno exercício do mandato, vítima de desastre aéreo.

Era casado com Raquel de Barros Tavares, com quem teve dois filhos.

 

 

FONTES: ARQ. GETÚLIO VARGAS; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); CÂM. DEP. Relação dos dep.; CONSULT. MAGALHÃES, B.; CORTÉS, C. Homens; OLIVEIRA, H. Presidentes; SILVA, G. Constituinte; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1 e 3).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados