SILVIO LOFEGO BOTELHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BOTELHO, Sílvio
Nome Completo: SILVIO LOFEGO BOTELHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

BOTELHO, Sílvio

*dep. fed. RR 1966, 1971-1975 e 1978.

Sílvio Lofego Botelho nasceu em Iúna (ES) no dia 11 de agosto de 1917, filho de Augusto Afonso Botelho e de Rosina Lofego Botelho.

Diplomou-se pela Faculdade Fluminense de Medicina, em Niterói, em 1944, retornou ao Espírito Santo, e transferiu-se depois para o território de Rio Branco, que a partir de 1962 teve o nome alterado para Roraima. Lá exerceu a medicina, tendo sido médico perito do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) e diretor da Assistência à Maternidade e à Infância da Divisão de Saúde, além de diretor de vários hospitais. Foi ainda diretor-substituto da Divisão de Educação do território, e professor de ciências naturais e de puericultura e enfermagem da Escola Normal Monteiro Lobato, em Boa Vista. Finalmente, foi presidente do Conselho Penitenciário, secretário-geral do governo do território e governador substituto.

Filiado ao Partido Social Democrático (PSD), candidatou-se a deputado federal por Roraima em outubro de 1962, com o apoio da coligação formada, além do PSD, pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) e a União Democrática Nacional (UDN). Obteve a segunda suplência, vindo a ocupar uma cadeira na Câmara de abril a agosto de 1966. Nessa ocasião, em consequência da extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e da instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação ao regime militar.

Em novembro de 1970, elegeu-se deputado federal por Roraima na legenda da Arena. Retornando à Câmara em fevereiro de 1971, foi vice-presidente da Comissão de Saúde e suplente da Comissão de Legislação Social. No pleito de novembro de 1974 tentou reeleger-se e obteve uma suplência. Deixou a Câmara ao final da legislatura, em janeiro de 1975, mas voltou a ela como suplente, vindo a falecer no exercício do mandato, em 11 de novembro de 1978, em Brasília.

Casado com Flora Pereira Botelho, teve cinco filhos. Um deles, Augusto Botelho, foi eleito senador em 2002, com mandato de 2003 a 2011.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1971-1975): NÉRI, S. 16; Perfil (1972).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados