SIQUEIRA, VOLNEI

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SIQUEIRA, Volnei
Nome Completo: SIQUEIRA, VOLNEI

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SIQUEIRA, VOLNEI

SIQUEIRA, Volnei

*dep. fed. GO 1983-1987.

 

Volnei Vagner de Siqueira nasceu em Pirenópolis (GO) no dia 3 de novembro de 1945, filho de Jerônimo José de Siqueira e de Iolanda Martins Araújo.

Fazendeiro e industrial, formou-se em engenharia civil pela Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Goiás.

Foi secretário municipal de Viação e Obras da prefeitura de Ceres (GO). Engenheiro das Centrais Elétricas de Goiás, foi secretário estadual de Minas, Energia e Telecomunicações.

Nas eleições de novembro de 1974, concorreu a uma cadeira na Assembléia Legislativa de Goiás, na legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), agremiação de apoio ao regime militar vigente no país a partir de abril de 1964. Vitorioso, tomou posse em fevereiro de 1975, iniciando seu primeiro mandato em cargos eletivos. Reeleito em novembro de 1978, assumiu o segundo mandato em fevereiro de 1979. Com o fim do bipartidarismo ocorrido em outubro de 1979 e com a posterior reorganização partidária, ingressou na legenda do Partido Democrático Social (PDS), formada majoritariamente por políticos oriundos da Arena.

No pleito de novembro de 1982, concorreu, na legenda do PDS, a uma vaga na Câmara dos Deputados representando o estado de Goiás. Eleito, tomou posse em Brasília em fevereiro do ano seguinte e iniciou o seu mandato. Nesse mesmo ano, foi membro da Comissão de Minas e Energia e suplente da Comissão de Transportes.

Em 25 de abril de 1984 esteve ausente da votação da emenda Dante de Oliveira que, apresentada na Câmara dos Deputados, propôs o restabelecimento das eleições diretas para presidente da República em novembro daquele ano. Como a emenda não obteve o número de votos indispensáveis à sua aprovação — faltaram 22 para que o projeto pudesse ser encaminhado à apreciação pelo Senado —, no Colégio Eleitoral, reunido em 15 de janeiro de 1985, Volnei Siqueira votou no candidato oposicionista Tancredo Neves, eleito novo presidente da República pela Aliança Democrática, uma união do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) com a dissidência do PDS abrigada na Frente Liberal, que derrotou o candidato do regime militar Paulo Maluf. Contudo, Tancredo Neves não chegou a ser empossado na presidência, vindo a falecer em 21 de abril de 1985. Seu substituto no cargo foi o vice José Sarney, que já vinha exercendo interinamente o cargo desde 15 de março desse ano.

Volnei Siqueira encerrou o mandato em fevereiro de 1987, sem ter concorrido à reeleição.

Proprietário de uma empresa de engenharia e de uma fazenda em Goiás, voltou a disputar uma vaga na Câmara dos Deputados no pleito de outubro de 1998. Candidatando-se na legenda do PMDB, obteve a primeira suplência.

Foi nomeado presidente da Fundação Ulysses Guimarães (FUG), de Goiás, entidade voltada para a produção de trabalhos e estudos no campo das ciências políticas, econômicas e sociais, pesquisas de opinião pública e assessoria política.

Em virtude de seus negócios agropecuários, tornou-se, em 2007, presidente da Associação Goiana dos Criadores de Caprinos e Ovinos (Capriovinos).

Mesmo sem mandato político, trabalhou ativamente na campanha que elegeu Íris Resende prefeito de Goiânia, em 2004, e o reelegeu em 2008.

Casou-se com Sui Mei Andrade Siqueira, com quem teve três filhos.

                                                                                                                                          

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1983-1987); Globo (26/4/84 e 16/1/85); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1998); Fundação Ulysses Guimarães (www.fugpmdb.org.br); Jornal Opção On-line (5 a 11/9/04); O Popular On-line (13/2/09); Diário da Manhã (29/7/09).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados