TOLEDO, VASCO CARVALHO DE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TOLEDO, Vasco Carvalho de
Nome Completo: TOLEDO, VASCO CARVALHO DE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TOLEDO, VASCO CARVALHO DE

TOLEDO, Vasco Carvalho de

*const. 1934.

Vasco Carvalho de Toledo nasceu em Bananeiras (PB) no dia 26 de outubro de 1901, filho do desembargador Elói Vasco de Toledo e de Maria Cabírio Carvalho de Toledo.

Realizou seus primeiros estudos no Liceu Paraibano, ingressando depois na Escola de Odontologia de Pernambuco, cujo curso contudo não concluiu.

Militante do Partido Republicano da Paraíba, participou da campanha da Reação Republicana, movimento que promoveu em 1921 e 1922 a candidatura de Nilo Peçanha à presidência da República, em oposição à de Artur Bernardes, afinal eleito em março de 1922. Trabalhando na ocasião como comerciário, foi um dos fundadores do Sindicato dos Auxiliares do Comércio de João Pessoa.

Após a Revolução de 1930, como presidente desse sindicato, foi eleito em julho de 1933 deputado classista à Assembléia Nacional Constituinte. Empossado em novembro daquele mesmo ano, passou a integrar como representante dos empregados a Comissão Constitucional (Comissão dos 26), incumbida de estudar o anteprojeto de Constituição e as emendas a ele apresentadas. Participou, juntamente com Euvaldo Lodi, representante dos empregadores, da organização dos substitutivos referentes ao capítulo “Ordem econômica e social”. Defendeu nos debates da Constituinte a inclusão no texto da Carta Magna de diversas reinvindicações dos trabalhadores, como o direito à greve pacífica — aprovado pela Comissão dos 26, mas vetado pela Assembléia — e a liberdade de organização sindical. Nas discussões sobre a estrutura sindical, matéria em torno da qual houve grandes polarizações, defendeu a unidade e a autonomia sindicais. Foi, entretanto, aprovada pela Assembléia a emenda de Ranulfo Pinheiro Lima a favor do pluralismo sindical. Com a promulgação da Constituinte e a eleição do presidente da República em julho de 1934, teve seu mandato prorrogado até maio do ano seguinte.

Foi orador, secretário e presidente da Associação dos Empregados do Comércio da Paraíba. Dirigiu a fazenda Linda Flor, tendo ainda trabalhado na Companhia Nacional de Navegação Costeira, na The Texas Company e na E. Gérson e Companhia, na Paraíba. Foi também professor da Academia de comércio Epitácio Pessoa, na Paraíba.

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais; CÂM. Deputados; FUND. GETULIO VARGAS. Cronologia da Assembléia.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados