TORRES, JOSE LUSO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TORRES, José Luso
Nome Completo: TORRES, JOSE LUSO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TORRES, JOSÉ LUSO

TORRES, José Luso

*militar; interv. MA 1930.

José Luso Torres nasceu em São Bento (MA) no dia 10 de junho de 1880.

Estudou no colégio particular de Mariano César de Miranda Leda, no Seminário Santo Antônio e no colégio de José Ribeiro do Amaral e formou-se em engenharia.

Sentou praça como voluntário em janeiro de 1895 no 5º Batalhão de Infantaria (5º BI), em São Luís, transferindo-se no mês seguinte para a Escola Militar da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Contudo, em março desse ano foi excluído com baixa do Exército. Em fevereiro de 1896 voltou a sentar praça, dessa vez na 4ª Companhia, no Rio de Janeiro. Em junho de 1897 transferiu-se para o 8º BI, em Mato Grosso, e, em dezembro, para o 21º BI, no Rio de Janeiro. Designado para servir no 3º Regimento de Artilharia de Campanha em abril de 1898, em junho seguinte foi excluído do 21º BI. Em março de 1899 ingressou na Escola Preparatória e de Tática de Rio Pardo (RS) e, em abril de 1900, na Escola Militar do Brasil, no Rio de Janeiro.

Promovido a alferes-aluno em fevereiro de 1903, no mês seguinte foi designado para o 6º Batalhão de Artilharia de Posição, na fortaleza de São João, no Rio de Janeiro, e, em maio, para a guarnição federal do Maranhão. Em novembro de 1904 tornou-se professor da Escola Regimental. Serviu no 5º Regimento de Artilharia de Campanha no período de dezembro de 1905 a dezembro de 1906, sendo então transferido para o 35º BI. Ainda em dezembro de 1906 voltou a servir como professor da Escola Regimental. Promovido a segundo-tenente da arma de infantaria em janeiro de 1907, foi designado para Belém em junho do ano seguinte. Em março de 1909, ingressou no 46º Batalhão de Caçadores (46º BC) e, no mês seguinte, no 4º Regimento de Infantaria (4º RI), em Quitaúna (SP).

Elegeu-se deputado estadual no Maranhão, exercendo mandatos sucessivos de 1910 a 1914. Nesse ínterim foi promovido a primeiro-tenente em fevereiro de 1913. Serviu no 48º BC no período de 1915 a 1918 e, em agosto deste último ano, foi promovido a capitão. Ainda em 1918 elegeu-se prefeito da cidade de São Luís, exercendo o cargo até 1921. No ano seguinte ingressou no 24º BC, em São Luís, e serviu no 8º RI, em Cruz Alta (RS). Posteriormente, foi transferido para o 29º BC, em Natal, e aí permaneceu até 1923, quando voltou a servir no 24º BC. Nessa unidade combateu a Coluna Prestes, que passou pelo Maranhão nos meses de janeiro, setembro e novembro de 1926.

Em agosto de 1927 foi promovido a major. Nessa época colaborou na Pacotilha, órgão oposicionista, no qual publicava epigramas satirizando os políticos da situação. Comandava o 24º BC por ocasião da Revolução de Outubro de 1930. Detido, foi logo libertado em reconhecimento ao seu passado político, e nomeado, em novembro desse ano, interventor federal no Maranhão, em substituição ao governador deposto, José Pires Sexto. Contudo, no mês seguinte, demitiu-se do cargo, passando-o a seu secretário-geral, José Maria dos Reis Perdigão. Em 1931 foi nomeado chefe da 18ª Circunscrição de Recrutamento, em Teresina, e, em agosto desse ano, promovido a tenente-coronel. Ainda em 1931 tornou-se chefe da 16ª Circunscrição de Recrutamento, em Natal. Chefiou até 1932 a 19ª Circunscrição de Recrutamento, em São Luís, e, nesse mesmo ano, o 25º BC, em Teresina. Ainda em 1932, participou em São Paulo e no Distrito Federal da repressão à Revolução Constitucionalista, que se estendeu de julho a outubro desse ano.

Foi reformado em outubro de 1933. Já fora do serviço ativo do Exército, passou a coronel em dezembro de 1953 e a general-de-brigada em março de 1956.

Cronista e poeta, foi um dos fundadores da Academia Maranhense de Letras e associou-se à Academia Paulista de Letras.

Publicou Currente calamo (crônicas, 1910), O duque de Caxias no Maranhão (1941), Gonçalves Dias (1941) e Teixeira Mendes.

FONTES: ARQ. GETÚLIO VARGAS; ARQ. OSVALDO ARANHA; FREIRE, G. Ordem; Grande encic. Delta; MEIRELES, M. História; MENESES, R. Dic.; PEIXOTO, A. Getúlio; POPPINO, R. Federal.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados