TORRES, MAURICIO DANTAS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TORRES, Maurício Dantas
Nome Completo: TORRES, MAURICIO DANTAS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TORRES, MAURÍCIO DANTAS

TORRES, Maurício Dantas

*militar; comte. I DN 1967-1968; comte.-em-ch. Esquadra 1968-1969.

 

Maurício Dantas Torres nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 31 de março de 1912.

Iniciou sua carreira militar ingressando na Escola Naval e tornando-se guarda-marinha em abril de 1928. Foi promovido a segundo-tenente em outubro de 1932, a primeiro-tenente em abril de 1934, a capitão-tenente em janeiro de 1937, a capitão-de-corveta em dezembro de 1944, a capitão-de-fragata em março de 1952, a capitão-de-mar-e-guerra em novembro de 1957 e a contra-almirante em dezembro de 1964, comandando nesse posto a Força de Transportes da Marinha.

Promovido a vice-almirante em setembro de 1966, foi comandante do I Distrito Naval, sediado no Rio, a partir de abril de 1967, em substituição ao vice-almirante Mauro Ballousier. Em agosto de 1968, passou esse comando ao vice-almirante José de Carvalho Jordão e assumiu o cargo de comandante-em-chefe da  Esquadra, em substituição ao vice-almirante Mário Cavalcanti de Albuquerque. Ainda em 1968 tornou-se presidente do Clube Naval, cargo que ocuparia até 1973. Promovido a almirante-de-esquadra em novembro de 1969, no mês seguinte transmitiu o comando-em-chefe da Esquadra ao vice-almirante José de Carvalho Jordão. Como almirante-de-esquadra foi diretor-geral de Navegação da Marinha.

Transferiu-se para a reserva em 1974, ocupando mais tarde a presidência da Confederação Brasileira de Vela e Motor e, em 1979, a da Companhia Auxiliar de Empresas Elétricas Brasileiras (CAEEB).

Na Escola de Guerra Naval concluiu o curso de comando e estado-maior, o curso preliminar e o curso superior de guerra naval. Concluiu também o curso de tática anti-submarina para comandante e imediato.

Faleceu em Belo Horizonte no dia 24 de abril de 1983.

Era casado com Maria Nazaré do Amaral Torres, com quem teve um filho.

 

 

FONTES: CORRESP. SERV. DOC. GER. MAR.; Globo (25/4/83); MIN. MAR. Almanaque.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados