ULISSES BEZERRA POTIGUAR

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: POTIGUAR, Ulisses
Nome Completo: ULISSES BEZERRA POTIGUAR

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
POTIGUAR, ULISSES

POTIGUAR, Ulisses

* dep. fed. RN 1975-1979.

Ulisses Bezerra Potiguar nasceu em Parelhas (RN) no dia 16 de janeiro de 1926, filho de Arnaldo Bezerra de Albuquerque e de Nair Bezerra.

Em 1951 diplomou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco.

Agricultor e pecuarista, foi eleito em 1954 vereador de Parelhas. Assumiu o cargo no ano seguinte, permanecendo até o fim do mandato (1958). Em outubro de 1958 elegeu-se suplente de deputado estadual no Rio Grande do Norte, na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Disputou em outubro de 1962 as eleições para deputado estadual, garantindo com o apoio da Cruzada da Esperança, coligação formada pelo Partido Democrata Cristão e o PSD, uma cadeira na Assembleia Legislativa. Em 1963 foi autor do projeto de lei que criou o município de Santana do Seridó. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação ao regime militar instalado no país em abril de 1964. Conseguiu novo mandato de deputado estadual em novembro de 1966. Durante sua permanência na Assembleia, foi presidente da Comissão de Educação e Saúde, membro da Comissão de Constituição e Justiça e terceiro-secretário da mesa. Também foi presidente do Instituto de Previdência do Estado (IPE).

Em novembro de 1970 foi eleito primeiro suplente de deputado federal pelo Rio Grande do Norte na mesma legenda, mas não chegou a exercer mandato na Câmara nessa legislatura. Candidatou-se novamente em novembro de 1974 e dessa vez foi eleito deputado federal, sempre na legenda da Arena. Nessa época, rompeu com o senador Dinarte Mariz, do qual era antigo correligionário. Assumindo o mandato em fevereiro de 1975, participou da Comissão de Saúde e foi suplente da Comissão de Economia, Indústria e Comércio.

Em novembro de 1978 lançou novamente candidatura a deputado federal, mas ficou como primeiro suplente. Em janeiro do ano seguinte, com o término da legislatura anterior, deixou a Câmara.

Com a extinção do bipartidarismo em 29 de novembro de 1979 e a consequente reformulação partidária, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS).

Em 1980 tornou-se conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, sendo eleito presidente do TCE no ano seguinte.

Em 1981, com a morte de Djalma Marinho, vagou uma cadeira na Câmara Federal. Por ser primeiro suplente, tinha o direito de ocupá-la. No entanto, sua posse foi questionada pelo segundo suplente Ronaldo Ferreira Dias, que além de funcionário do Senado era amigo do presidente general João Batista de Oliveira Figueiredo. A decisão ficou a cargo da justiça, que deferiu a favor da posse de Ronaldo Dias.  

Candidatou-se a uma cadeira no Senado pelo Rio Grande do Norte no pleito de novembro de 1982, ficando como suplente de Carlos Alberto de Sousa. Em outubro de 1988 elegeu-se vice-prefeito de Parelhas por uma coligação do Partido da Frente Liberal (PFL) com o Partido Liberal (PL). Assumiu o cargo em janeiro do ano seguinte, exercendo-o até dezembro de 1992.

Mesmo longe da vida pública, dedicando-se ao exercício da medicina em Parelhas, Ulisses Potiguar manteve-se filiado ao Democratas (DEM), partido que sucedeu o PFL,  e, quando solicitado, participava das convenções partidárias.

Faleceu em 15 de março de 2009.

Era casado com Lisete Montenegro Bezerra, com quem teve quatro filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1975-1979); CASCUDO, L. História da Assembléia; Diário de Natal (17/3/09); NÉRI, S. 16; Jornal de Hoje (16/3/09); Tribuna do Norte (17/3/09).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados