ULISSES LINS DE ALBUQUERQUE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LINS, Ulisses
Nome Completo: ULISSES LINS DE ALBUQUERQUE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LINS, ULISSES

LINS, Ulisses

*const. 1946; dep. fed. PE 1946-1959.

 

Ulisses Lins de Albuquerque nasceu em Sertânia (PE) no dia 9 de maio de 1889, filho de Manuel Coelho Lins de Albuquerque e de Teresa Lins de Siqueira.

Funcionário público, bacharelou-se em ciências jurídicas pela Faculdade de Direito de Recife em 1927. Foi coletor estadual e agente fiscal do Imposto de Consumo em Pernambuco e, transferido para São Paulo em 1938, aposentou-se em 1940. Além de ter exercido estas atividades, atuou na indústria agropecuária e praticou a advocacia até 1945.

No pleito de dezembro desse ano elegeu-se deputado por Pernambuco à Assembléia Nacional Constituinte, na legenda do Partido Social Democrático (PSD), assumindo sua cadeira em fevereiro de 1946. Preocupado com o andamento das obras realizadas pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF), destacou-se na defesa da construção da usina hidrelétrica de Paulo Afonso.

Após a promulgação da nova Carta (18/9/1946), passou a exercer o mandato na legislatura ordinária, tornando-se membro da Comissão de Transportes e Comunicações da Câmara. Reelegeu-se deputado federal nos pleitos de outubro de 1950 e de 1954 e, ao final do último mandato, em janeiro de 1959, deixou a Câmara, não voltando a exercer cargos públicos eletivos.

Foi membro da Academia Pernambucana de Letras e seu representante na federação das Academias do Brasil, sócio do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano e membro do Instituto Genealógico de Pernambuco.

Faleceu no Rio de Janeiro em 29 de dezembro de 1979.

Foi casado com Rosa Bezerra Lins de Albuquerque, com quem teve nove filhos, entre os quais Etelvino Lins, que foi interventor em Pernambuco em 1945, constituinte em 1946, senador de 1946 a 1952, governador de Pernambuco de 1952 a 1955, ministro do Tribunal de Contas da União de 1955 a 1959 e de 1963 a 1969, e deputado federal de 1959 a 1963 e de 1971 a 1975.

Publicou Pedúnculos (1916), Ao sol do sertão (poesia, 1922), Mestres e discípulos (1927), De joelhos (com o pseudônimo de Bilac Sobrinho, 1930), Livro de Inach (1933), Um sertanejo e o sertão (memórias, 1957, 2ª ed., 1976), Chico Dandim (romance, 1974), O boi de ouro e outras histórias (1975), Fogo e cinza, Sertão mártir, Hino à gleba, Alma da terra, Estrada de espinho, Moxotó brabo, Sol poente e Três ribeiras.

O arquivo de Ulisses Lins encontra-se depositado no Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (Cpdoc) da Fundação Getulio Vargas.

 

 

FONTES: BRAGA, S. Quem foi quem; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Relação dos dep.; CISNEIROS, A. Parlamentares; COUTINHO, A. Brasil; Diário do Congresso Nacional; Grande encic. portuguesa; Jornal do Brasil (31/12/79); MACEDO, N. Aspectos; MENESES, R. Dic.; PEREIRA, N. Faculdade; SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1, 2 e 3).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados