VALTER DE SA CAVALCANTI

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CAVALCANTI, Sá
Nome Completo: VALTER DE SA CAVALCANTI

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CAVALCANTI, SÁ

CAVALCANTI, Sá

*jornalista; dep. fed. CE 1951-1954.

 

Válter de Sá Cavalcanti nasceu em Fortaleza no dia 30 de junho de 1915, filho de João de Sá Cavalcanti e de Raimunda Rabelo de Sá Cavalcanti.

Concluiu o curso primário no Grupo Escolar Santos Dumont, em sua cidade natal. Tendo sua família se transferido para o interior do estado, cursou o Ginásio de Crato e, de volta a Fortaleza, terminou o secundário no antigo Liceu do Ceará em 1932. Ainda nesse ano, matriculou-se na Faculdade de Direito do Ceará, trabalhando até 1933 para o Departamento de Obras contra as Secas junto às obras do açude Lima Campos, no município de Icó (CE). No ano seguinte ingressou por concurso no quadro de escriturários da Prefeitura de Fortaleza, onde ocupou posteriormente o cargo de subcontador. Por essa época cursou também a Academia de Comércio Padre Champagnat, anexa ao Colégio Cearense, pela qual se diplomaria em 1936.

Durante sua vida universitária, reorganizou o Centro de Estudos Contábeis, dirigindo a revista Estudos, mantida por aquela entidade. Foi também colaborador da Folha Estudantil, órgão do Centro Estudantil Cearense, e da revista da Faculdade de Direito do Ceará, tendo ocupado cargos de destaque no Centro Estudantil Cearense, cujo conselho superior chegou a presidir, e no Centro Acadêmico Clóvis Bevilacqua, do qual foi presidente no biênio de 1936-1937. Neste último ano participou do I Congresso Nacional de Estudantes, realizado no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, durante o qual foi eleito primeiro vice-presidente e relator dos estatutos da União Nacional dos Estudantes (UNE). Em dezembro de 1937, bacharelou-se em ciências jurídicas e sociais, ingressando no magistério superior em 1938 como professor de economia rural da Escola de Agronomia do Ceará.

Com a redemocratização do país em 1945, elegeu-se em janeiro de 1947 deputado à Assembléia Constituinte do Ceará na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Participou dos trabalhos constituintes como líder de sua bancada e, após a promulgação da nova Carta estadual (18/9/1946), teve seu mandato prorrogado até janeiro de 1951. Em outubro de 1950 elegeu-se deputado federal por seu estado, sempre na legenda do PSD, e, deixando a Assembléia, assumiu o mandato em fevereiro do ano seguinte. Fez parte do grupo renovador do PSD cearense ao lado de Mauro Benevides, Francisco Meneses Pimentel e José Martins Rodrigues, tendo integrado ainda a Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados.

Professor da Escola Técnica de Comércio da Fênix Caixeiral, da Academia de Comércio Padre Champagnat e do Colégio Castelo Branco, foi também jornalista, tornando-se em 1945 redator-chefe, co-proprietário e diretor do jornal O Estado, de Fortaleza, cargo que manteve enquanto viveu. Colaborou também em O Povo e foi vice-presidente da Associação Cearense de Imprensa, além de presidente do Centro de Estudos Contábeis e Econômicos, diretor e presidente de honra da União dos Moços Católicos e diretor da Associação Cultural Franco-Brasileira.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 10 de junho de 1954, em pleno exercício de seu mandato.

Era casado com Irani Machado de Sá Cavalcanti.

 

 

FONTES: ALBUQUERQUE, J. Cearenses no Rio; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Relação dos dep.; CISNEIROS, A. Parlamentares; GIRÃO, R. Ceará; NÉRI, S. 16; POERNER, A. Poder; SEGANFREDO, S. UNE; Tribuna da Imprensa (11/6/54).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados