WILSON RODRIGUES MOREIRA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MOREIRA, Wilson
Nome Completo: WILSON RODRIGUES MOREIRA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MOREIRA, WILSON

MOREIRA, WILSON

*dep. fed. PR 1991-1995.

 

Wilson Rodrigues Moreira nasceu em Uberaba (MG), no dia 21 de agosto de 1923, filho de Otaviano Rodrigues Moreira e de Militina Fernandina Moreira.

Estudou engenharia civil, eletrotécnica, mecânica e de telecomunicações no Instituto Eletrotécnico de Itajubá (MG), graduando-se em 1950.

Agricultor e pecuarista, mudou-se para Londrina (PR) em 1952, filiando-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Com o advento do bipartidarismo implantado pelo Ato Institucional nº 2, de 27 de outubro de 1965, transferiu-se para o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964.

Foi secretário de Urbanismo, Obras e Viação da prefeitura de Londrina, entre 1973 e 1976, na gestão de José Richa. Com a extinção do bipartidarismo, em 29 de novembro de 1979, e a consequente reformulação partidária, ingressou no Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), sucessor do MDB.

No pleito de novembro de 1982 elegeu-se prefeito de Londrina pela legenda do PMDB, tomando posse em fevereiro do ano seguinte. Durante o mandato viajou à França, Itália, Inglaterra e Portugal em busca de investimentos. Deixou a prefeitura em dezembro de 1988 e nesse mesmo ano participou da fundação do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) no Paraná.

No pleito de outubro de 1990 concorreu a uma vaga na Câmara dos Deputados. Eleito, tomou posse em fevereiro de 1991, atuando nos trabalhos legislativos como titular da Comissão de Agricultura e Política Rural.

Na sessão da Câmara dos Deputados de 29 de setembro de 1992, votou a favor do impeachment do presidente Fernando Collor de Melo, acusado de crime de responsabilidade por ligações com um esquema de corrupção liderado pelo ex-tesoureiro de sua campanha presidencial Paulo César Farias. Afastado da presidência logo após a votação na Câmara, Collor renunciou ao mandato em 29 de dezembro de 1992, pouco antes da conclusão do processo pelo Senado Federal, sendo efetivado na presidência da República o vice Itamar Franco, que já vinha exercendo o cargo interinamente desde o dia 2 de outubro.

Sem concorrer à reeleição, em outubro de 1994, deixou a Câmara em janeiro do ano seguinte, ao término da legislatura. Não concorreu mais a mandatos eletivos, mas permaneceu filiado ao PSDB. Dedicou-se a atividades empresariais em Londrina e tomou parte em diversos simpósios sobre saneamento, desenvolvimento urbano, telefonia, sistema viário nacional e habitação.

Faleceu em Londrina em fevereiro de 2008.

Casado com Guiomar Accorsi Rodrigues Moreira, teve quatro filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1991-1995); Folha de Londrina (17/2/08); Perfil parlamentar/Istoé.

 

 

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados