PARTIDO MUNICIPALISTA COMUNITARIO (PMC)

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PARTIDO MUNICIPALISTA COMUNITÁRIO (PMC)
Nome Completo: PARTIDO MUNICIPALISTA COMUNITARIO (PMC)

Tipo: TEMATICO


Texto Completo:
PARTIDO MUNICIPALISTA COMUNITÁRIO (PMC)

PARTIDO MUNICIPALISTA COMUNITÁRIO (PMC)

 

Partido político criado em 1985.

O PMC começou a organizar-se no início de 1984 por intermédio do vereador paulista Antônio Carlos Fernandes, eleito em 1982 na legenda do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Em 4 de julho de 1985 foi efetuado o registro do PMC no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na ocasião foi eleito presidente do partido Antônio Carlos Fernandes Lima Júnior, filho de Antônio Carlos Fernandes. O PMC possuía, em 1985, 1.156 filiados na capital paulista e dez mil em todo o estado de São Paulo. O perfil do partido caracterizava-se pela defesa de uma economia cooperativista para o Brasil, com a distribuição dos resultados da produção e a reaplicação dos impostos da comunidade como um todo. O PMC também incentivava a criação de bancos municipais e apontava os prejuízos causados ao crescimento econômico pela dívida externa.

No decorrer de 1985, o partido lançou a candidatura de Antônio Carlos Fernandes à prefeitura de São Paulo. O programa do candidato enfatizava a descentralização administrativa e política através da reforma das regiões administrativas, que se transformariam em prefeituras regionais, teriam autonomia, orçamento próprio e prefeitos com status de secretários municipais eleitos pelas comunidades, pelas sociedades de amigos de bairros e pelas superquadras (estimadas na época em cerca de setecentas). O PMC lançou também candidatos às prefeituras de Curitiba (Lourival Nascimento) e Porto Alegre (Nílson Rodrigues). Não elegeu porém nenhum representante em todo o país. A mesma situação se repetiria em 1986.

Em julho de 1988 o PMC tornou pública, em anúncio no jornal O Estado de S. Paulo, a disposição de “alugar” sua legenda para candidatos a prefeito ou vereador que não obtivessem espaço nas legendas tradicionais. Ainda nesse ano o partido antecipou-se e lançou o nome do então prefeito de São Paulo, Jânio Quadros, como candidato à presidência da República no pleito que só ocorreria no ano seguinte. Essa candidatura não chegaria, porém, a se concretizar.

 

FONTES: Estado de S. Paulo; Folha de S. Paulo; Globo.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados