PARTIDO NACIONALISTA BRASILEIRO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PARTIDO NACIONALISTA BRASILEIRO
Nome Completo: PARTIDO NACIONALISTA BRASILEIRO

Tipo: TEMATICO


Texto Completo:
PARTIDO NACIONALISTA BRASILEIRO

PARTIDO NACIONALISTA BRASILEIRO

 

Partido político de âmbito nacional, também chamado Partido Nacionalista Associacionista Cooperativista, fundado provavelmente em 1931 pelo general e historiador João Francisco Pereira de Sousa, o qual era filiado ao Partido Republicano Rio-Grandense e havia participado da Revolução de 1930.

O partido pretendia apoiar os princípios da Revolução de 1930, aglutinando em torno de seu programa todos os liberais, democratas e trabalhistas que defendiam o regime federalista e autonomista.

O programa do partido baseava-se no Livro da revolução redentora, escrito pelo próprio João Francisco Pereira de Sousa em 1931. Seus principais pontos defendiam a orientação da economia e das finanças pelo princípio do livre câmbio e do imposto único; a abolição dos impostos que encareciam o consumo do povo e perturbavam o intercâmbio da produção nacional; a criação de uma legislação que garantisse a constituição, o funcionamento e o desenvolvimento de cooperativas agrícolas; a nacionalização das minas de ferro, de carvão, de petróleo e de outros minerais de aplicação industrial; a jornada de oito horas para o trabalho diurno e de sete horas para o trabalho noturno de adultos; a igualdade de salários para os trabalhadores de ambos os sexos que apresentassem igualdade de produção; a fixação de um salário mínimo nas empresas que exploravam serviços públicos; a fixação de salários para os trabalhadores adultos com base no custo de vida e conforme o ramo de produção e a localidade, por comissões mistas constituídas por patrões e operários, a aplicação dos recursos da nação e dos estados no desenvolvimento da instrução primária; a criação de conselhos de educação; a separação da Igreja e do Estado, tal como prevista na Constituição de 24 de fevereiro de 1891; a supressão do Senado; a adesão da República à Liga das Nações; a autonomia política municipal e estadual, não obstante o controle federal e a união das forças armadas da nação e dos estados num só bloco ou numa só classe, com a denominação de forças nacionais.

 

 

FONTE: ARQ. OSVALDO ARANHA.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados