PARTIDO PROGRESSISTA RADICAL DO RIO DE JANEIRO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PARTIDO PROGRESSISTA RADICAL DO RIO DE JANEIRO
Nome Completo: PARTIDO PROGRESSISTA RADICAL DO RIO DE JANEIRO

Tipo: TEMATICO


Texto Completo:
PARTIDO PROGRESSISTA RADICAL DO RIO DE JANEIRO

PARTIDO PROGRESSISTA RADICAL DO RIO DE JANEIRO

 

Partido político fluminense criado em 23 de outubro de 1937 com objetivo de apoiar o governador Protógenes Guimarães. Foi extinto com os demais partidos pelo decreto de 2 de dezembro do mesmo ano, após a instalação do Estado Novo.

As lutas políticas no estado do Rio de Janeiro levaram os integrantes dos vários partidos existentes à idéia de formar um grande partido unificador que deveria se denominar Partido Liberal Fluminense. A partir de janeiro de 1936, iniciaram-se as articulações entre integrantes do Partido Popular Radical (PPR), da União Progressista Fluminense (UPF), do Partido Evolucionista, do Partido Republicano Fluminense (PRF) e dissidentes do Partido Socialista Fluminense (PSF) para a formação dessa nova agremiação. Um comitê de cinco membros, composto por Heitor Collet, do PPR; César Tinoco, do PSF; Ismar Tavares, do Partido Evolucionista; Arnaldo Tavares, do PRF; e Cardilho Filho, da UPF, foi incumbido de elaborar um projeto de estatutos. Em abril de 1936, foi constituída a comissão do Partido Liberal Fluminense, integrada por Raul Fernandes, Heitor Collet, João Guimarães, José Waltz, Lemgruber Filho, Arnaldo Tavares, César Tinoco, Bernardo Belo, Luís Sobral, Eduardo Duvivier, Cardilho Filho, Clodomiro de Vasconcelos, Correia de Castro e Ismar Tavares. O Partido Liberal Fluminense concorreu em vários municípios às eleições para prefeitos e vereadores.

Em agosto de 1936, os jornais noticiaram a reorganização do Partido Liberal Fluminense. No início de 1937, porém, as forças políticas que apoiavam o governador Protógenes Guimarães propuseram a criação de um novo partido. Foi constituída uma comissão incumbida de elaborar seus estatutos, e, em reunião de 23 de outubro de 1937, os estatutos e o programa do Partido Progressista Radical foram aprovados, sendo eleito seu presidente Protógenes Guimarães. O registro do Partido Progressista Radical no Tribunal Regional Eleitoral foi feito em 7 de novembro de 1937, três dias antes da decretação do Estado Novo.

Alzira Alves de Abreu

 

 

FONTES: Diário de Notícias, Rio (1930-7); Estado, Rio (1930-7).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados