PARTIDO PROLETARIO DO BRASIL (PPB)

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PARTIDO PROLETÁRIO DO BRASIL (PPB)
Nome Completo: PARTIDO PROLETARIO DO BRASIL (PPB)

Tipo: TEMATICO


Texto Completo:
PARTIDO PROLETÁRIO DO BRASIL (PPB)

PARTIDO PROLETÁRIO DO BRASIL (PPB)

 

Partido político de âmbito nacional fundado em 29 de janeiro de 1946 no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, sob a liderança de Luís Augusto de França. Obteve seu registro definitivo em dezembro desse ano e foi extinto em 1947.

Um dos fundadores do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Luís Augusto de França rompeu com seus correligionários quando a ala liderada por Paulo Baeta Neves e José de Segadas Viana assumiu o controle do partido na primeira convenção nacional da agremiação, realizada em setembro de 1945. Impossibilitado de concorrer às eleições de dezembro de 1945 pelo esgotamento dos prazos, Luís Augusto de França organizou o PPB logo após o pleito, obtendo seu registro provisório em janeiro de 1946 e o registro definitivo em dezembro, a tempo de participar das eleições suplementares de janeiro de 1947.

O núcleo inicial do PPB era bastante frágil, estando concentradas suas bases no Distrito Federal, além dos estados do Rio de Janeiro e Paraná. Entretanto, um incidente ocorrido na seção maranhense do Partido Social Democrático (PSD) viria abrir uma dissidência nessa agremiação, a qual acabaria por engrossar as fileiras do Partido Proletário.

Na preparação das eleições de 1947 no Maranhão, o diretório local do PSD indicou o nome de Genésio Rego para concorrer ao governo do estado. Essa indicação não foi aprovada por Vitorino Freire, Saturnino Belo e Sebastião Archer, que se desligaram do partido e lançaram a candidatura de Sebastião Archer, passando em seguida a procurar uma legenda na qual pudessem disputar o pleito. O PPB cumpriu esse papel, lançando ainda a candidatura de Vitorino Freire ao Senado e de outros dissidentes pessedistas aos legislativos estadual e federal. Foram finalmente eleitos na legenda do PPB Sebastião Archer, para o governo do estado, Vitorino Freire e José Neiva de Sousa, para o Senado, e 19 deputados estaduais num total de 36.

Após as eleições de 1947, entretanto, Vitorino Freire se reaproximou do diretório regional do PSD ao mesmo tempo em que o PPB se reorganizava dando origem ao Partido Social Trabalhista (PST).

Marieta de Morais Ferreira

 

 

FONTES: CARMO, J. Diretrizes; ENTREV. ARCHER, R.; FREIRE, V. Laje; PETERSON, P. Brazilian.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados