PARTIDO SOCIAL EVOLUCIONISTA DE SANTA CATARINA (PSE)

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PARTIDO SOCIAL EVOLUCIONISTA DE SANTA CATARINA (PSE)
Nome Completo: PARTIDO SOCIAL EVOLUCIONISTA DE SANTA CATARINA (PSE)

Tipo: TEMATICO


Texto Completo:
PARTIDO SOCIAL EVOLUCIONISTA DE SANTA CATARINA (PSE)

PARTIDO SOCIAL EVOLUCIONISTA DE SANTA CATARINA (PSE)

 

Partido político catarinense fundado em março de 1933, ao final do Congresso Revolucionário de Santa Catarina, que reuniu representantes municipais e de todas as classes integradas nos postulados da Revolução de 1930. O objetivo do partido era defender o programa da União Cívica Brasileira, articulada em 1933 pelos interventores nos estados para apoiar o Governo Provisório em nível nacional.

Seu manifesto de fundação foi assinado por Manuel Pedro da Silveira, que se tornou presidente do partido, Antônio Bottino, Donato Melo, Claribalto Galvão e Osvaldo Melo.

A despeito do princípio que norteou sua criação, o PSE colocou-se na oposição, enfrentando o Partido Liberal Catarinense por ocasião das eleições à Câmara Federal e à Assembléia Constituinte estadual, realizadas em 14 de outubro de 1934. Aliado ao Partido Republicano de Santa Catarina, chefiado por Adolfo Konder, e à Legião Republicana Catarinense, liderada por Henrique Rupp Júnior, o Partido Social Evolucionista formou a Coligação por Santa Catarina, que elegeu 15 deputados estaduais e dois deputados federais — Henrique Rupp Júnior e Abelardo Pedro da Luz, membro do Partido Republicano de Santa Catarina.

 

 

FONTES: Correio da Manhã (8/3/33); Jornal do Comércio (8/3 e 6/4/33).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados