Afonso Arinos II

Entrevista

Afonso Arinos II

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "Trajetória e Desempenho das Elites Políticas Brasileiras", parte integrante do projeto institucional do Programa de História Oral do CPDOC, em vigência desde sua criação, em 1975. O depoimento foi editado e publicado na primeira parte do livro O intelectual e o político: encontros com Afonso Arinos (Brasília, Senado Federal, Dom Quixote; Rio de Janeiro, CPDOC/FGV, 1983).
Forma de Consulta:
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: O INTELECTUAL e o político: encontros com Afonso Arinos / Org. Aspásia Camargo, Maria Clara Mariani, Maria Tereza Teixeira. Brasília, D.F.: Senado Federal: Dom Quixote; Rio de Janeiro: CPDOC/Fundação Getulio Vargas, 1983. 460p. il. (Brasil-memória política; v.2)

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Aspásia Alcântara de Camargo
Maria Clara Mariani
Pedro Nava
Data: 27/9/1982
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 2h40min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Afonso Arinos de Mello Franco
Nascimento: 27/11/1905; Belo Horizonte; MG; Brasil;

Falecimento: 28/8/1990; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Diplomado pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro (1927).
Atividade: Jornalista; advogado; professor universitário; signatário do Manifesto dos Mineiros (1943); membro fundador da União Democrática Nacional (UDN); deputado federal (MG,1947-1959); senador (DF,1959-1961; Gb, 1961-1962; RJ, 1987-1990); ministro das relações exteriores (1961/1962); diretor do Instituto de Direito Público e Ciência Política (indipo) da Fundação Getúlio Vargas (1980); presidente da comissão provisória de estudos constitucionais (1985); senador constituinte (1987-1988).

Equipe

Levantamento de dados: Aspásia Alcântara de Camargo;Maria Clara Mariani;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Aspásia Alcântara de Camargo;Maria Clara Mariani;

Transcrição:  ;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Verena Alberti;

Temas

Afonso Arinos de Melo Franco;
Alceu Amoroso Lima;
Artes plásticas;
Belo Horizonte;
Brasil;
Carlos Lacerda;
Colégio Pedro II;
Direita;
Esquerda;
Estados Unidos da América;
Estrangeiros;
Família;
Governos militares (1964-1985);
Igreja;
Imigração;
João Goulart;
Juscelino Kubitschek;
Liberalismo;
Literatura;
Marxismo;
Materialismo histórico;
Milton Campos;
Movimento Modernista (1922);
Pedro da Silva Nava;
Política;
Política migratória;
Racismo;
Religião;
Rio de Janeiro (cidade);
Violência;

Sumário

FITA 1-A: Solidão na infância; relação com o pai ; os troncos Alvim e Mello Franco na família; o avô Cesário Alvim; balanço da vida política; relato da conversa com Milton Campos; os convites de "centro", "esquerda" e "direita"; definição da posição política do entrevistado; definição de liberalismo; o conceito de "surgências"; opinião sobre o marxismo.

FITA 1-B: Opinião sobre a política de imigração no Brasil; esperiências nos EUA com a política imigratória; comparação entre o Estado na sociedade colonial e à época da entrevista; predomínio português na formação da população brasileira; estado de Muniz Bandeira; a vida de estrangeiros no Brasil; opinião de Pedro nava sobre a imigração no Brasil, controle da natalidade e aborto; opinião de Afonso Arinos sobre controle da instabilidade e o papel da Igreja nesse contexto; opinião sobre as mortes de Juscelino, Jango e Lacerda; opinião de Pedro Nava sobre a relação dos doentes com a morte; balanço da população literária do entrevistado; apreciação da obra de Pedro Nava.

FITA 2-A: Ifluência da família na atividade literária do entrevistado; primeiros escritos na adolescência; influências recebidas no Colégio Pedro II; a entrada na política; ainda o Colégio Pedro II; isolamento da família Mello Franco em Minas; impressão sobre o Rio de Janeiro; posição política do entrevistado no governo pós 64; origem da Lei Afonso Arinos; depoimento de Pedro Nava sobre o racismo no Brasil; comentário sobre a produção literária do entrevistado; depoimento de Pedro Nava sobre a solidão e sobre o processo de criação literária; opinião de Afonso Arinos sobre o mesmo processo; a violência na sociedade brasileira à época da entrevista.

FITA 2-B: Discussão sobre a violência (continuação); opinião sobre Eça de Queirós, Marcel Pronst e Anatole France; leitura na velhice; depoimento de Pedro Nava e Afonso Arinos sobre a Belo Horizonte antiga; autores brasileiros que mais influênciaram o entrevistado; leituras e comentários sobre principais autores brasileiros; o grupo mineiro contemporâneo a Pedro Nava e Afonso Arinos; movimento modernista: influência na literatura brasileira; importância de Rousseau na formação do entrevistado.

FITA 3-A: Influência de Rousseau (continuação); influência dos românticos na formação do entrevistado; comentários sobre Victor Hugo, Jules Renard, Gide; influência das artes plásticas na formação do entrevistado; crítica à arte contemporânea; origem do livro Amor a Roma e relação com a religião; relação com as ciências exatas e naturais; relação da família do entrevistado com a religião; opinião de Pedro Nava sobre ser religioso e sobre Freud; comentário de Afonso Arinos sobre um livro de materialismo histórico; comentário sobre o uso de palavrões; disciplina moral na vida do entrevistado e influência da esposa Anah.

FITA 3-B: A cidade do Rio de Janeiro; razões da transferência do entrevistado para o Rio; a importância da esposa e dos filhos para o entrevistado; debate sobre a morte; conversa com Alceu Amoroso Lima na véspera da entrevista.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados