João Alves de Toledo Filho

Entrevista

João Alves de Toledo Filho

Entrevista realizada no contexto do projeto “Trajetória e pensamento das elites do agronegócio”, desenvolvido entre setembro de 2011 e dezembro de 2012, com financiamento da presidência da Fundação Getulio Vargas. O projeto tem como objetivos a constituição de um banco de depoimentos (registrados em áudio e vídeo), que deverá ser disponibilizado na internet e, eventualmente, servirá como fonte para a publicação de um livro. Para ter acesso à transcrição e ao vídeo da entrevista clique aqui.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC e trechos no portal.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Mário Grynszpan
Ludmila Mendonça Lopes Ribeiro
Data: 15/12/2011
Local(ais):
Franca ; SP ; Brasil

Duração: 2h30min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: João Alves de Toledo Filho
Nascimento: 10/10/1945; Santos; SP; Brasil;

Formação: Colégio colégio Sud Mennucci; Engenharia Agronômica pela Escola Superior Luiz de Queiroz – ESALQ; mestrado na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - UNESP Campus de Jaboticabal; doutorado na niversidade Federal de Lavras – UFLA em Engenharia Agronômica.
Atividade: Engenheiro agrônomo do Banco do Estado de São Paulo S. A. (Banespa); trabalhou na Usina Galo Bravo em Ribeirão Preto/SP (1972); trabalhou na Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo como técnico agronômico(1972); diretor presidente da Cooperativa de Cafeicultores e Agropecuaristas (COCAPEC) (2009-);Cooperado na Cooperativa de Cafeicultores e Agropecuaristas (COCAPEC); Consultor Técnico Agronômico em Café.

Equipe


Transcrição: Fernanda de Souza Antunes;

Conferência da transcrição: Ana Carolina Bichoffe;

Técnico Gravação: Fernando Henrique Neves Herculiani;

Sumário: Ana Carolina Bichoffe;Fabrício Almeida;

Temas

Agricultura;
Agroindústria;
Agronomia;
Agropecuária;
Associações rurais;
Atividade profissional;
Café;
Cana de açúcar;
Comércio internacional;
Cooperativas;
Elites agrárias;
Empresas agrícolas;
Extensão rural;
Família;
Formação acadêmica;
Governos militares (1964-1985);
Legislação;
Legislação agrária ;
Pecuária;
Política econômica;
Produtor rural;
Regime militar;

Sumário

Entrevista: 15/12/2011

Arquivo 1: Origens familiares; o trabalho de seu pai como corretor da bolsa de café de Santos; a mudança para Pedregulho, São Paulo; as propriedades de café de seu avô; os negócios familiares; as atividades profissionais dos irmãos; a baixa do café nos anos 1950 e 1960; a intervenção estatal no negócio cafeeiro; a formação escolar; a escolha pelo curso de Agronomia; a rotina na fazenda; a trajetória acadêmica na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq – USP); as primeiras experiências profissionais; o trabalho na Casa de Agricultura de Pedregulho em 1973; as dificuldades dos agrônomos com a produção de gado de corte; as políticas econômicas do café no governo Médici; as divergências com seu pai na gerência das lavouras; o trabalho na Secretaria de Agricultura de São Paulo; a assistência técnica aos cafeeiros do Estado de São Paulo; o falecimento precoce de seu irmão mais novo; o arrendamento das propriedades de seu pai; a assessoria nos cafezais do Triângulo Mineiro; as vantagens do plantio de café na região de Franca, interior de São Paulo; o prazer em trabalhar na Secretaria de Agricultura; a extensão rural realizada pela Secretaria; a experiência como proprietário de terra integrada à assessoria; as áreas de demonstração das fazendas; o trabalho de sua esposa; a formação acadêmica de sua filha, Melissa Toledo; a continuidade das políticas de valorização agrícola no governo Geisel.
Arquivo 2: A valorização da cana em detrimento do café; o café brasileiro no mercado interno; a abertura ao livre mercado em 1990; a variedade de cafés e sua produção em escala internacional; o processo de produção do café gourmet; a criação da Associação Brasileira Produtora de Cafés Especiais; as dificuldades enfrentadas pelos produtores de café orgânico; as estratégias de marketing de cafés especiais; a questão da responsabilidade social na produção; a certificação do produto; as relações entre a Cooperativa de Cafeicultores e Agropecuaristas (Cocapec) e os cooperados; o respeito à legislação trabalhista; a filiação à Cocapec; a relação das cooperativas com tradings no mercado internacional; o mercado exportador do café; o processo de mecanização na produção agrícola; reflexões sobre os impactos da legislação trabalhista no campo; as estratégias de pequenos produtores mediante à mecanização; o conhecimento adquirido profissionalmente aplicado em sua própria fazenda; o panorama do negócio cafeeiro nos tempos atuais; o aspecto social da produção de café; a relação entre cooperativa e pequenos produtores.
Arquivo 3: A presidência da Cocapec; o crescimento da cooperativa durante a sua presidência; o diferencial em termos de gestão como produtor rural; as mudanças na agricultura pela entrada de novos grupos investidores; a possibilidade de consultoria voltada à gestão para o produtor agrícola; a mudança na visão tradicional sobre as fazendas.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados