João Punaro Bley

Entrevista

João Punaro Bley

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "Trajetória e desempenho das elites políticas brasileiras", sendo parte integrante do projeto institucional do Setor de História Oral do CPDOC, em vigência desde sua criação em 1975. A escolha do entrevistado se justificou por ter participado da Revolução de 30 e ter sido interventor do Espírito Santo nos períodos de 1930 a 1935 e 1937 a 1943; e governador do mesmo estado, no intervalo entre esses mandatos.
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Eduardo Raposo
Nara Azevedo de Brito
Data: 27/11/1981 a 7/1/1982
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 8h5min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: João Punaro Bley
Nascimento: 14/11/1900; Montes Claros; MG; Brasil;

Falecimento: 20/4/1983; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Escola Militar de Realengo; Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais; Escola de Estado-Maior do Exército; Escola Superior de Guerra (ESG).
Atividade: Revolução de 30; interventor ES (1930-35); governador ES (1935-37); interventor ES (1937-43).

Equipe

Levantamento de dados: Nara Azevedo de Brito;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Eduardo Raposo;Nara Azevedo de Brito;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Nara Azevedo de Brito;

Temas

Comunismo;
Espírito Santo;
Forças Armadas;
Formação profissional;
Golpe de 1964;
Governo Juscelino Kubitschek (1956-1961);
Imprensa alternativa;
Integralismo;
João Punaro Bley;
Política estadual;
Política nacional;
Revolta de 1922, RJ;
Revolta de 1924, SP;
Revolução Constitucionalista (1932);
Revolução de 1930;

Sumário

1ª Entrevista: 27.11.1981
Fitas 1-A e 1-B: Origem familiar; a família e a política; formação escolar; ingresso no Exército; Escola Militar do Realengo; a guarnição de Curitiba e as conspirações contra o governo Bernardes; conspirações de 1922 e 1924 em Curitiba; relações com Juarez Távora; transformações na Escola Militar do Realengo; a revolta do Forte de Copacabana; o casamento; Revolução de 1924 em São Paulo; na Coluna Rondon no Paraná; combatendo os revolucionários de São Paulo.


2ª Entrevista: 10.12.1981
Fitas 1-B, 2 e 3-A: Infância em Teófilo Otoni; vocação militar; Colégio Militar de Barbacena; a Missão Francesa na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais; formação intelectual; Revolução de 1924; a revolta do Forte de Copacabana; no curso de Estado-Maior do Exército; Revolução de 1930.


3ª Entrevista: 22.12.1981
Fitas 3-B e 4-A: Ambiente político no Espírito Santo em 1930; a junta governativa; escolha do interventor; a interventoria e as dificuldades financeiras do estado; encontro dos interventores do Norte em Recife; Revolução de 1932.


4ª Entrevista: 29.12.1981
Fitas 4-B e 5: Formação dos partidos políticos no Espírito Santo; a Constituinte estadual; os problemas do café no estado; candidato pelo PSD ao governo do estado em 1935; as eleições e os problemas políticos do estado; a administração no período de 1934 - 37; comunismo e integralismo no estado; a missão Negrão de Lima e o golpe de 1937; o Putsch integralista de 1938; o Conselho de Estado.


5ª Entrevista: 05.01.1982
Fitas 6 e 7-A: sentimento anti-alemão no Espírito Santo; afastamento da interventoria e o processo de sucessão governamental; exportação de minério de ferro; na Companhia Vale do Rio Doce; a FEB; candidato pelo PDC ao Senado; retorno ao Exército em 1947; o curso de Estado-Maior; servindo na 5a seção do Estado-Maior; no gabinete de Lott; governo Juscelino Kubitschek.


6ª Entrevista: 07.01.1982
Fitas 7-A, 7-B , 8 e 9-A: Manifesto dos Coronéis; reformas de ensino na Academia Militar de Agulhas Negras - AMAN; curso na Escola Superior de Guerra - ESG; comandante da ID IV em Belo Horizonte em 1961; a renúncia de Jânio Quadros e o impedimento de Jango; o caso de O Binômio; o texto Em defesa da verdade: leitura, comunização de Belo Horizonte; empastelamento de O Binômio; demissão da ID IV; na Vila Militar do Rio de Janeiro; transferência para a reserva em 1962; Revolução de 1964; participação no diretório nacional da ARENA; a família.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados