Paulo Crespo

Entrevista

Paulo Crespo

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "Trajetória e Desempenho das Elites Políticas Brasileiras", parte integrante do projeto institucional do Programa de História Oral do CPDOC, em vigência desde sua criação, em 1975. A escolha do entrevistado se justificou porque, na década de 1960, já era vigário da cidade de Jaboatão (PE) e colaborava com a Organização Sindical de Pernambuco.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Aspásia Alcântara de Camargo
Dulce Chaves Pandolfi
Data: 14/4/1978 a 15/4/1978
Local(ais):
Recife ; PE ; Brasil

Duração: 3h10min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Enes Paulo Crespo
Nascimento: 30/4/1932; Bom Conselho; PE; Brasil;

Formação: Instituto Católico de Paris.
Atividade: Participou da criação do Centro de Capacitação e Acompanhamento aos projetos alternativos da Seca (Cecapas).

Equipe

Levantamento de dados: Aspásia Alcântara de Camargo;Dulce Chaves Pandolfi;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Aspásia Alcântara de Camargo;Dulce Chaves Pandolfi;

Conferência da transcrição: Dulce Chaves Pandolfi;Sônia Benevides;

Copidesque: Elisabete Xavier de Araújo;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Sônia Benevides;

Temas

Campesinato;
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil;
Consolidação das Leis do Trabalho;
Igreja Católica;
Ligas camponesas (1955-1964);
Miguel Arraes;
Paulo Crespo;
Pernambuco;
Política estadual;
Reforma agrária;
Sindicatos de trabalhadores;

Sumário

1a. Entrevista: Origem rural; primeira paróquia em Jaboatão; a miséria na zona canavieira; o Serviço de Orientação Rural de Pernambuco; os sindicatos rurais; a formação das lideranças camponesas; as Ligas Camponesas; a reforma agrária; a CNBB e a Mater et Magistra; reivindicações camponesas; o I Congresso de Trabalhadores Rurais; a legalização dos sindicatos rurais; as doações estrangeiras ao movimento; a Comissão Nacional de Sindicalização; áreas dos sindicatos rurais; Palmares.
2a. Entrevista: Tipos de trabalhadores rurais; salário profissional na zona da cana; os comunistas e a greve geral; o cambão; fiscalização sindical dos descontos assistenciais; Ligas Camponesas versus sindicatos rurais; disputa pelo sindicato de Jaboatão; a CLT e o trabalho rural; a manipulação política dos camponeses; Julião, Arrais e João Goulart; os sindicatos rurais cristãos; o governo Arrais; o SORPE; a Liga de Galiléia; o MEB e a AP; relações com padre Melo; o IBAD; padre Melo, Cid Sampaio e Arrais; o SORPE pós-1964; o imposto sindical; a função reivindicatória dos sindicatos; as cooperativas agrícolas; financiamento externos e estatais às cooperativas; a Igreja; os camponeses e os latifundiários; origem familiar; formação educacional e religiosa; o vigário de Bom Conselho; o Agreste e Jaboatão; estudos na França; o programa de rádio da diocese de Recife; o celibato; a dispensa do ministério presbiterial; o trabalho na CNBB.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados