Paulo Duque I

Entrevista

Paulo Duque I

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "Trajetória e Desempenho das Elites Políticas Brasileiras", parte integrante do projeto institucional do Programa de História Oral do CPDOC, em vigência desde sua criação, em 1975. Ela se insere na pesquisa sobre as elites políticas do Rio de Janeiro de 1930 a 1975 e foi publicada no livro "Paulo Duque, depoimento ao CPDOC" (Carlos Eduardo Sarmento, coord. Rio de Janeiro, Editora FGV, 1998.) Sobre a entrevista, ver também: Marly Motta. "Saudades da Guanabara" (Rio de Janeiro, Editora FGV, 2000); Idem. "Frente e verso da política carioca: o lacerdismo e o chaguismo" in: "Estudos Históricos" Rio de Janeiro, (13)24. 1999; Carlos Eduardo Sarmento. "Chagas Freitas" (Rio de Janeiro, Editora FGV, 1999.). O depoente foi deputado estadual no Rio de Janeiro e teve destacado papel na discussão da fusão do Rio de Janeiro.
Forma de Consulta:
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: DUQUE, Paulo. "Paulo Duque, depoimento ao CPDOC". Carlos E. Sarmento (coord.) Rio de Janeiro, Ed. FGV, 1998, 191 p. (Conversando sobre política, vol. 2).

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
José Luciano de Mattos Dias
Marieta de Moraes Ferreira
Marly Silva da Motta
Data: 15/3/1994 a 29/3/1994
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 6h31min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Paulo Duque
Nascimento: 2/10/1927; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Bacharel em Direito (1950); curso de Cadete no Campo dos Afonsos; estudou no Instituto Lafayette; estudou no colégio interno Salesiano Santa Rosa - Niterói.
Atividade: Parlamentar, com oito mandatos na Assembléia Legislativa.

Equipe

Levantamento de dados: Marly Silva da Motta;José Luciano de Mattos Dias;Marieta de Moraes Ferreira;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Marly Silva da Motta;José Luciano de Mattos Dias;Marieta de Moraes Ferreira;

Transcrição:  ;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes; Não há informação;

Sumário: Nara Maria Carlos Santana;

Temas

Assembléia Legislativa;
Carlos Lacerda;
Chagas Freitas;
Constituição federal (1988);
Força Aérea Brasileira;
Fusão Rio de Janeiro - Guanabara (1975);
Getúlio Vargas;
Golpe de 1964;
Governo estadual;
Guanabara;
Leonel Brizola;
Paulo Duque;
Política estadual;
Rio de Janeiro (DF);
Rio de Janeiro (estado);
Segunda Guerra Mundial (1939-1945);

Sumário

1ª. Entrevista: 15.03.1994

Fita 1-A: Adolescência em Botafogo; nascimento, história dos pais e ida para Minas Gerais; volta para o Rio de Janeiro em 1935; formação educacional; influência da Segunda Guerra Mundial; formação militar e ingresso na FAB.

Fita 1-B: Aspectos da formação dada aos cadetes: sua formação de piloto; popularidade de Getúlio nas massas em oposição ao repúdio que sofria dos cadetes; rigidez do ensino militar; saída da FAB; entrada na Faculdade de Direito (1950); decepção com a vitória de Dutra; decepção com a popularidade de Getúlio; entrada e atuação de sua mãe, Maria Portugal, na política; influência da Faculdade de Direito em sua vida.

Fita 2-A: Suicídio de Getúlio e críticas ao ditador; apoio ao PR, as características do partido, penetração e base eleitoral; tentativa e fracasso na diplomacia; interesse pela carreira política; eleições para Câmara em 1955; organização das forças políticas locais em 1955; polarização entre a UDN e o PTB, voto pessoal; aspectos da campanha política; desempenho do PR a nível local; luta para eleger o prefeito; comentários sobre a Bancada Federal Carioca.

Fita 2-B: Maria Portugal e suas influências; transferênica da capital: bandeira de JK; pensamento sobre a fusão em 1960; comentários sobre os constituintes de 1960; comentários sobre as eleições para o governo da Guanabara; aspectos da política no Rio de Janeiro; informações biográficas dos nomes da Câmara Estadual eleita em 1962 ; comentários sobre apresentação de projetos sobre fusão em 1962; comentários sobre a lista da última Câmara Municipal do D.F.


2ª.Entrevista: 22.03.1994

Fita 3-A: Continua comentários sobre a última Câmara Municipal do DF; luta desta Câmara para ser constituinte; os suplentes da última Câmara Municipal; análise dos componentes da Assembléia Constituinte da Guanabara.

Fita 3-B: Nomes da Assembléia Constituinte da Guanabara; comentários sobre as possibilidades de projeção na política da elite intelectual; diferenciação entre Rio de Janeiro e Estado da Guanabara; mudanças na composição da Câmara dos Vereadores a partir de 1960; mudança no comportamento eleitoral com a Fusão; medo de Brasília; o primeiro governo Brizola; volta a 1962 comentando alguns problemas da Guanabara.

Fita 4-A: Criação da CEDAE; criação da CETEL; problemas sociais da zona Sul do Rio de Janeiro; governo Lacerda: responsabilidade pela morte de Getulio, oposição da esquerda, articulações de Lacerda na Assembléia; comentários sobre episódio da matança dos mendigos no rio da Guarda, sua repercussão e seu trabalho de relator da CPI aberta para averiguar este caso.

Fita 4-B: Má repercussão do episódio dos mendigos para o governo Lacerda; postura de Lacerda; comparação entre Lacerda e Brizola e as conquistas do último em prol do Estado do Rio de Janeiro; o projeto de desfusão; a construção de Brasília por Juscelino; comentários sobre a revolução de 1964; ambiente da Assembléia da Guanabara em 1964; cassação dos partidos; eleição de 1966; relação de Carlos Lacerda com a Assembléia.

Fita 5-A: Sua participação na sucessão de Lacerda; a divisão municipal da Guanabara: mentalidade municipalista, legislação sobre criação de municípios, relação entre a política da Guanabara e política fluminense; relação entre cargos técnicos e política; lideranças do governo do Rio de Janeiro: a forte personalidade de Carlos Lacerda, popularidade de Chagas Freitas, análise da carreira, da formação e das ligações de Negrão de Lima; questão da Fusão.

Fita 5-B: Questão da Fusão; relançamento de sua bandeira; aceitação entre os políticos; a importância do projeto da fusão; interesses econômicos da fusão em 1974; defesa da fusão em 1970; recepção da notícia da fusão em 1974; situação da Assembléia após a fusão; aspectos do governo Faria Lima.

Fita 6-A: Descaso com obras estruturais a favor de obras monumentais no Estado do Rio; disputa política, no período Faria Lima, entre Chagas Freitas e Amaral Peixoto; base política de Paulo Duque; relação da administração pública com as lideranças políticas; o processo de interiorização do político carioca: relação dos políticos e do eleitorado cariocas com os políticos e o eleitorado fluminenses.

Fita 6-B: A questão do poder local; questão da maior ou menor representatividade política das cidades do Estado do Rio; o poder do deputado estadual e as características deste cargo; papel da Constituição de 88 no poder dos deputados e análise do Congresso Nacional no momento da entrevista; comentários sobre a estabilidade partidária a nível estadual; fundação do brizolismo e eleições para governo.

Fita 7-A: Comentários sobre eleição para prefeitura do Rio em 1994; integração entre a capital e as outras cidades em um estado; construção de indentidade para o Estado do Rio; comentários sobre a infra-estrutura das cidades do Rio após a fusão; comentários sobre sua não-cassação em 1964, entrada na ARENA, luta contra as esquerdas, seu retorno à política no MDB e relação com Chagas Freitas.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados