Raul de Góis

Entrevista

Raul de Góis

Entrevista realizada no contexto do projeto "História política da Paraíba: constituição de acervo", desenvolvido em convênio com a Universidade Federal da Paraíba, entre maio de 1978 e agosto de 1980. O projeto previu um intercâmbio das entrevistas produzidas por cada uma das instituições. A escolha do entrevistado se justificou pelo fato dele ter sido secretário da Interventoria da Paraíba e deputado federal.
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.
Entrevista datilografada disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Eduardo Raposo
Humberto Cavalcanti de Mello
Data: 1/6/1979 a 12/6/1979
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 5h40min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Raul de Góis
Nascimento: 23/11/1907; Natal; RN; Brasil;

Falecimento: 28/8/1994; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Faculdade de Ciências Econômicas de Pernambuco (1929).
Atividade: Economista, Jornalista, Industrial, Empresário; deputado federal PB (1959-67); presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro (1967, 1971 e 1972-75).

Equipe

Levantamento de dados: Eduardo Raposo;Humberto Mello;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Eduardo Raposo;Humberto Mello;

Conferência da transcrição: Eduardo Raposo;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Eduardo Raposo;

Temas

Aliança Liberal (1929);
Aliança Nacional Libertadora (1935);
Argemiro de Figueiredo;
Elites políticas;
Golpe de 1964;
Governo estadual;
Governo João Goulart (1961-1964);
Governo Juscelino Kubitschek (1956-1961);
Imprensa;
José Américo de Almeida;
Paraíba;
Parlamentarismo;
Política estadual;
Política nacional;
Reforma agrária;
Reformas de base;
Revolução Constitucionalista (1932);
San Tiago Dantas;

Sumário

1ª Entrevista: 01.06.1979
Fitas 1 e 2: Origem familiar; primeiros estudos; a ida para Paraíba; na imprensa e em outras funções públicas; escrivão em Campina Grande; redator chefe do jornal da prefeitura; a Aliança Liberal; contato com Aluízio Moura; demissão da Coletoria de Campina Grande; volta à João Pessoa para dirigir O Diário de Pernambuco; a Revolução de 1932; Eudes Barros; os jornais paraibanos; ligação com a interventoria de Gratuliano de Brito; perfil de Sólon de Lucena; Suassuna; a desoligarquização no governo João Pessoa; liderança de Epitácio Pessoa na política paraibana; Álvaro de Carvalho; Antenor Navarro; Gratuliano Brito; Argemiro de Figueiredo; a formação dos partidos em 1933; a pacificação no estado; o conhecimento com Argemiro de Figueiredo; cargos ocupados; a atuação na Secretaria de Agricultura; setor de obras públicas do governo Argemiro de Figueiredo; acusações de Epitacinho contra o governo Argemiro; o coronel Cunha Lima; os perrepistas e Argemiro de Figueiredo; a equipe de Argemiro; a questão fiscal; perrepistas e liberais; Borges Peregrino; a renúncia de José Américo ao Senado; as eleições municipais; oposição a Argemiro; Epitacinho Cavalcânti; Agamenon Magalhães e Argemiro de Figueiredo; o levante do coronel João Costa; Epitácio Pessoa, secretário de Argemiro; a Aliança Nacional Libertadora e a Ação Integralista; 1935; 1938; José Américo e a candidatura de 1937; Missão Negrão de Lima; a oposição a Argemiro; o ataque ao 14º BC em 1930; o Conselho Administrativo; a oposição federal a Argemiro de Figueiredo; a queda de Argemiro; Rui Carneiro na interventoria; as perseguições aos auxiliares de Argemiro.


2ª Entrevista: 04.06.1979
Fitas 3 e 4: A Escola de Agronomia de Areia; o porto de Cabedelo; o setor agrícola; obras públicas; Educação; Saúde; a ida para o Rio, perseguições sofridas; a vida profissional no Rio; a família Lundgren; no Conselho Nacional do Petróleo; a Petrobrás; Jesus Soares Pereira; o Instituto do Sal; Café Filho; a produção de sal; a volta à militância partidária; cisão UDN-PTB; a campanha de 1958; Jacó Frantz; Alcides Carneiro; governo Kubitschek; o Codeno, a Sudene e o DNOCS; as campanhas de 1960; o governo Jânio Quadros; a renúncia; o comportamento do Congresso; a posse de João Goulart; o parlamentarismo; San Tiago Dantas; a renúncia de Moura Andrade; Francisco Brochado da Rocha; a saída do PTB e a reeleição pela UDN em 1962; as comissões de Finanças; Relações Exteriores e Segurança Nacional; a Revolução de 1964; a atitude dos deputados; as reformas de base; a reforma agrária; a reforma agrária de governo Carvalho Pinto.


3ª Entrevista: 12.06.1979
Fitas 5 e 6-A: Os projetos Bocaiúva Cunha, Wilson Martins e Armando Monteiro Filho; a posição de Argemiro de Figueiredo; o PTB paraibano; a Supra; desapropriação de terras no governo Jango; os projetos de remessas de lucros no governo Jânio Quadros; Associação Comercial do Rio de Janeiro: histórico e composição; a Confederação Nacional do Comércio; Confederação Rural Brasileira; os nordestinos na ACRJ; Ivan Bichara e o governo da Paraíba; Ernâni Sátiro; Epitacinho e as acusações à equipe de Argemiro; o conservadorismo de São Paulo e o reformismo do Nordeste; a ACRJ e o governo; na presidência da ACRJ; o CEBRAE; a ACRJ e 1964; as posições nacionalistas.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados