Simon Johannes Maria Veldt

Entrevista

Simon Johannes Maria Veldt

Entrevista realizada no contexto do projeto “Trajetória e pensamento das elites do agronegócio”, desenvolvido entre setembro de 2011 e dezembro de 2012, com financiamento da presidência da Fundação Getulio Vargas. O projeto tem como objetivos a constituição de um banco de depoimentos (registrados em áudio e vídeo), que deverá ser disponibilizado na internet e, eventualmente, servirá como fonte para a publicação de um livro. Para ter acesso à transcrição e ao vídeo da entrevista clique aqui.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC e trechos no portal.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Mário Grynszpan
Data: 6/7/2012
Local(ais):
Paranapanema ; SP ; Brasil

Duração: 1h51min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Simon Johannes Maria Veldt
Formação: Graduação em engenharia agronômica pela Universidade de São Paulo (USP) (1984 e em Engenharia Florestal na mesma instituição (1985).
Atividade: Presidente da Cooperativa Agro Industrial Holambra, Paranapanema - SP.

Equipe


Transcrição: Maria Izabel Cruz Bitar;

Conferência da transcrição: Ana Carolina Bichoffe;

Técnico Gravação: Eduardo Ferraz; Ítalo Rocha Viana;

Sumário: Ana Carolina Bichoffe;Ninna Carneiro;

Temas

Agricultura;
Agroindústria;
Agronomia;
Arrendamento;
Assistência social;
Brasil;
Ciência e tecnologia;
Colônia agrícola;
Colonização;
Colonização agrária;
Cooperativas;
Empresariado;
Empresas agrícolas;
Exportação;
Família;
Formação acadêmica;
Holanda;
Imigração;
Infância;
Integração econômica;
Irrigação;
Língua portuguesa;
Meio ambiente;
Mercado;
Política;
Política agrária;
Produtor rural;
Produtos agrícolas;
Reflorestamento;
São Paulo;

Sumário

Entrevista: 06/07/2012

A origem holandesa da família; a decisão do pai de imigrar para o Brasil, para a região de Holambra, em São Paulo; o apoio da Cooperativa de Imigração e Colonização Holambra aos colonos recém-chegados; o aprendizado da língua portuguesa; a formação acadêmica; o trabalho junto com os irmãos na empresa agrícola do pai; a exportação de bulbos de flores; o estabelecimento das regiões de Holambra I e II; os estágios durante a faculdade de agronomia; a reintegração com a comunidade da Cooperativa Agro-Industrial Holambra; a articulação entre as diferentes colônias holandesas no Brasil; a esposa e os filhos; o início complicado na empresa do pai, devido ao mau momento da agricultura brasileira; o arrendamento gradativo da empresa do pai; a produção para o mercado interno; a aplicação de novas técnicas agrícolas no cultivo; a participação na Comissão de Saúde da cooperativa; a assistência técnica aos agricultores; a assistência social e educacional aos cooperados; a atuação do pai na cooperativa; o momento de crise da agricultura; os impactos da crise nos cooperados; a repercussão da crise da década de 1980 na empresa; a introdução de equipamentos de irrigação na lavoura; o investimento no campo de pesquisas agrícolas dentro da cooperativa; a divulgação de técnicas de gestão mais eficientes aos cooperados; as mudanças internas na cooperativa; o novo modelo gerencial da cooperativa; as reuniões informativas entre a diretoria e os cooperados; a candidatura ao posto devido à participação na Comissão dos Jovens; a decisão de assumir o cargo de presidente da cooperativa; os destaques de sua gerência como presidente; a integração econômica com outras cooperativas holandesas, no modelo de pool de compras; a atuação na área de tradings; a articulação com outras organizações de cooperativas; a relação com órgãos agrícolas de porte nacional; a opção da cooperativa pela imparcialidade política; a decisão individual de alguns cooperados de seguirem carreira política; os pequenos conflitos na região de Holambra no seu início; a terceirização de certos serviços; os principais produtos agrícolas da cooperativa; os fatores que colaboraram no aumento da produtividade da cooperativa; a divulgação de informações para os cooperados; a agricultura orgânica; a atividade de reflorestamento; as áreas de preservação ambiental; os padrões de qualidade internacional; a produção de frutas; a área industrial dentro da região de Holambra; o futuro da agricultura brasileira.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados