Alexandre Henriques Leal Filho

Entrevista

Alexandre Henriques Leal Filho

Entrevista realizada no contexto do projeto "FINEP: 30 anos de projetos para o Brasil", desenvolvido pelo CPDOC, em convênio com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), entre março de 1998 e novembro de 2002. A pesquisa teve como resultado a publicação do livro "FINEP: 30 anos de projetos para o Brasil" / José Luciano de Mattos Dias. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getulio Vargas, 2002, que reúne textos sobre a história da instituição e trechos de depoimentos. A escolha do entrevistado justificou-se por seu cargo de Suplente do Conselho Deliberativo da Fundação de Assistência e Previdência Social do BNDES (FAPES).
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
José Luciano de Mattos Dias
Data: 30/11/1998
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h10min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Alexandre Henriques Leal Filho
Formação:
Atividade: Trabalho no Banco Nacional de Desenvolvimento. Suplente do conselho deliberativo da Fundação de Assistência e Previdência Social do BNDES (Fapes).

Equipe


Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Adriana Mattos de Oliveira;

Temas

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico;
Ciência e tecnologia;
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq);
Educação;
Financiadora de Estudos e Projetos;
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo;
Hélio Beltrão;
João Paulo dos Reis Velloso;
José Pelúcio Ferreira;
Ministério do Planejamento;
Roberto Campos;
Wellington Moreira Franco;

Sumário

Entrevista: 30/11/1998

Fita 1-A: considerações iniciais sobre a origem da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP); lembranças da carreira no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE); relação entre o BNDE e a FINEP; primeiro projeto financiado pela FINEP: diagnóstico da educação no Brasil, cuja análise foi realizada pela empresa Consultoria em Projetos Educacionais e Concursos (Consultec); informações sobre o Fundo de Desenvolvimento Técnico-Científico (FUNTEC), proposto por José Pelúcio Ferreira (ex-presidente da FINEP); relação entre o ministro do planejamento, Roberto Campos, e o BNDE; período de transição no Ministério do Planejamento, de Roberto Campos para Hélio Beltrão e medidas do novo ministro; convocação de José Pelúcio pelo novo ministro do planejamento, João Paulo dos Reis Velloso (1969-1974), como secretário adjunto no Ministério do Planejamento; transformação da FINEP de fundo de financiamento em empresa estatal financiadora (1971); leitura sobre o fomento da tecnologia nacional nas décadas de 1970/80 e breve comentário a respeito da situação atual; análise da FINEP em 1971, quando o entrevistado volta do exterior.

Fita 1-B: atuação de José Pelúcio na disponibilização de recursos, oriundos do FUNTEC (1971), ao BNDE; ampliação dos quadros da FINEP mediante convênios e absorção de pessoas do mercado; relação entre a FINEP e os projetos por ela financiados, destacando-se a atuação de José Pelúcio; comentários sobre a ação política do ministro João Paulo dos Reis Velloso na criação, em quase todos os ministérios, de secretarias de tecnologia; considerações sobre as ações políticas da FINEP na área de ciência e tecnologia; comparação entre a FINEP e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); informações sobre a FINEP após 1979 (fim do governo Geisel), ano em que o entrevistado saiu da mesma; comentários sobre alguns projetos, de diversas áreas, apoiados pela FINEP; relato sobre a maneira pela qual a FINEP efetuava a avaliação dos programas de pesquisa e a partir daí se alocavam os recursos para as diferentes áreas; conflitos institucionais entre a FINEP e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); análise e comparação das instituições estatais de fomento à pesquisa hoje e no período da década de 1970.

Fita 2-A: análise e comparação das instituições estatais de fomento à pesquisa hoje e no período da década de 1970; breve comentário sobre a reestruturação de um programa de capitação de recursos da secretária de ciência e tecnologia do Estado do Rio de Janeiro, durante o governo de Moreira Franco (1987-1991); importância da FINEP no projeto do laboratório nacional de meteorologia.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados