Alfredo Wagner Berno de Almeida

Entrevista

Alfredo Wagner Berno de Almeida

Entrevista realizada no contexto do projeto “Memória de um Office na periferia: o Escritório da Fundação Ford no Brasil”, desenvolvido em convênio com a Fundação Ford, entre janeiro de 2011 e julho de 2012, com o objetivo de constituir um acervo de depoimentos histórico-documental sobre os 50 anos da atuação da Fundação Ford no Brasil e a posterior disponibilização dos depoimentos gravados na internet.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Lúcia Lippi Oliveira
Helena de Moura Aragão
Data: 15/2/2012
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h47min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Alfredo Wagner Berno de Almeida
Formação: Mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1978) e doutorado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993).
Atividade: Professor colaborador da Universidade do Estado do Amazonas-UEA, como professor e pesquisador do Centro de Estudos do Trópico Úmido-CESTU.

Equipe

Levantamento de dados: Helena de Moura Aragão;Lúcia Lippi Oliveira;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Helena de Moura Aragão;Lúcia Lippi Oliveira;

Transcrição: Liris Ramos de Souza;

Conferência da transcrição: Verônica R. Bevilacqua Otero Spicer;

Técnico Gravação: Marco Dreer Buarque; Bernardo de Paola Bortolotti Faria;

Sumário: Laura Mie de Azevedo Nicida;

Temas

Amazônia;
América do Sul;
Anos 1970;
Anos 1980;
Antropologia;
Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social;
Cartografia;
Censos;
Ciências Sociais;
Conflitos sociais;
Constituição federal (1988);
Direitos civis;
Direitos sociais;
Ensino superior;
Forças Armadas;
Fronteira;
Fundação Ford;
Fundos de financiamento público;
Homenagens e condecorações;
Identidade;
Identidade nacional;
Indios;
Informática;
Instituições científicas;
Maranhão;
Mudança social;
Peru;
Pesquisa científica e tecnológica;
Política científica e tecnológica;
Pós - graduação;
Propriedade de terra;
Questão agrária;
Relações internacionais;
Sociedade civil;
Terras indígenas;
Violência;

Sumário

Entrevista 15 de fevereiro de 2012: A escolha do projeto Nova Cartografia Social da Amazônia para o Visionaries Award da Fundação Ford; o trabalho desenvolvido durante os anos 1970 e 1980; as pesquisas e viagens no Maranhão e a relação com Castro Faria e Moacir Palmeira; a tese de doutorado sobre conflitos sociais; o período como perito do Tribunal Permanente dos Povos; o trabalho de geo-referenciamento de informações de violência e assassinatos na região da Amazônia; a questão dos mapas como instrumento de poder e de identidade cultural; o laboratório ArcGIS e o contato dos alunos com funcionários de grandes mineradoras e empreendimentos no mercado de software privado; a contemplação de financiamento pelo Fundo da Amazônia do BNDES; a montagem de oito laboratórios na Amazônia e o apoio da Fundação Ford; as exposições sobre o que foi produzido no laboratório; o uso e as fragilidades do ArcGIS; questões do processo de construção de processos identitários nacionais; os movimentos de evanescência de categorias e instrumentos; as mudanças nas normas brasileiras e o caso do processo de reestruturação formal no mercado de terra; opinião positiva sobre a Constituição de outubro de 1988 na área de direitos; questões identitárias na construção de uma unidade social e o conflito entre essas unidades; o papel da cartografia social e da descrição etnográfica; as categorias censitárias no Brasil e no mundo; a importância da discussão sociológica dos conhecimentos tradicionais; o projeto de cartografia da Amazônia das Forças Armadas brasileira; o relacionamento com os outros países e universidades da América do Sul; o caso de desmatamento na fronteira com o Peru; a situação atual dos “índios isolados”; o projeto da Nova Cartografia Social e sua atuação; os povos de comunidades tradicionais; os integrantes do projeto e o financiamento da Fundação Ford; os cursos de especialização em universidades públicas; o projeto de consolidação dos cursos de pós-graduação pela Fundação Ford; o papel das ciências sociais na análise das mudanças na sociedade.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados