Amauri Mendes Pereira

Entrevista

Amauri Mendes Pereira

Entrevista realizada no contexto do projeto "História do Movimento Negro no Brasil", desenvolvido pelo CPDOC em convênio com o South-South Exchange Programme for Research on the History of Development (Sephis), sediado na Holanda, a partir de setembro de 2003. A pesquisa tem como objetivo a constituição de um acervo de entrevistas com os principais líderes do movimento negro brasileiro. Em 2004 passou a integrar o projeto "Direitos e cidadania", apoiado pelo Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex) do Ministério da Ciência e Tecnologia. As entrevistas subsidiaram a elaboração do livro "Histórias do movimento negro no Brasil - depoimentos ao CPDOC." Verena Alberti e Amilcar Araujo Pereira (orgs.). Rio de Janeiro: Pallas; CPDOC-FGV, 2007. A escolha do entrevistado se justificou por ser um militante do Movimento Negro de grande representatividade.
Forma de Consulta:
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC.
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: Histórias do movimento negro no Brasil - depoimentos ao CPDOC. Verena Alberti e Amilcar Araujo Pereira (orgs.). Rio de Janeiro: Pallas; CPDOC-FGV, 2007.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Verena Alberti
Amilcar Araujo Pereira
Data: 31/10/2003 a 4/11/2004
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 8h5min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Amauri Mendes Pereira
Nascimento: 22/9/1951; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Formou-se em Educação Física pela UFRJ; pós-Graduação latu-senso em História da África pela Ucam; mestrado em educação pela Uerj. Atualmente é doutorando em Ciências Sociais na Uerj.
Atividade: Militante do Movimento Negro desde o início da década de 1970. Foi fundador da SINBA (Sociedade de Intercâmbio Brasil- África) e fundador do MNU (Movimento Negro Unificado), ambos na década de 1970; foi presidente do Instituto de Pesquisa das Culturas Negras (IPCN); é professor de Educação Física da rede pública do Rio de Janeiro desde 1982; pesquisador do Centro de Estudos Afro-Brasileiros e professor da Disciplina História e Cultura Afro-Brasileira no curso de Pós-graduação em História da África da Universidade Cândido Mendes (UCAM)

Equipe

Levantamento de dados: Amilcar Araujo Pereira;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Verena Alberti;Amilcar Araujo Pereira;

Transcrição: Amilcar Araujo Pereira;

Técnico Gravação: Marco Dreer Buarque; Clodomir Oliveira Gomes;

Temas

Anos 1970;
Bahia;
Benedita da Silva;
Censos;
Coluna Prestes (1925-1927);
Disciplina militar;
Discriminação racial;
Exército;
Família;
Favela;
Legislação trabalhista;
Luís Carlos Prestes;
Movimento estudantil;
Movimento negro;
Movimento sindical;
Negros;
Organizações não governamentais;
Polícia;
Racismo;
Repressão política;
Rio de Janeiro (estado);
Universidade do Estado do Rio de Janeiro;
Universidade Federal do Rio de Janeiro;

Sumário

1a Entrevista: 31.10.2003

FITA 1-A
Origem familiar; informações sobre a profissão de alfaiate do pai; trajetória escolar; motivos da expulsão do Colégio Embaixador João Neves da Fontoura (1968); relato da suposta participação do avô na Coluna Prestes; longos comentários sobre o avô paterno; análise da Lei dos Dois Terços.

FITA 1-B
Informações sobre os avós paternos e maternos; recordações de discriminação na escola; problemas enfrentados devido ao preconceito dos pais da primeira namorada; considerações sobre a experiência no quartel e a posterior expulsão do Colégio Embaixador João Neves da Fontoura; comentários sobre o coronel Bazarov; a experiência como recenseador nas favelas; breves lembranças do grupo de música Devaneios; dificuldades enfrentadas na atividade de recenseamento; a entrada no curso de Educação Física (1971).

FITA 2-A
Comentários sobre o curso de Educação Física; primeiros contatos com o movimento negro; informações sobre a Sociedade de Intercâmbio Brasil-África - SINBA; breves considerações sobre a formação do Instituto de Pesquisas das Culturas Negras - IPCN (1975); a rivalidade inicial entre SINBA e IPCN; dificuldades enfrentadas na divulgação do jornal SINBA; difusão do movimento negro na Bahia.

FITA 2-B
Diferenças entre as entidades negras tradicionais e as de novo tipo; considerações sobre o papel de Luiz de Aguiar Costa Pinto no movimento negro; relação da SINBA com a população negra; relato da proibição do primeiro festival afro-brasileiro na UERJ (1975); a viagem para a Bahia (1975); informações sobre as atléticas do movimento estudantil; a criação do Movimento Negro Unificado (1978); formas de atuação do entrevistado no movimento negro na década de 70.

FITA 3-A
Lembranças do ato nas escadarias do Teatro Municipal de São Paulo (1978); relato das divergências entre as diversas correntes do movimento negro; a preparação da Carta de Princípios do MNU (1977); comentários sobre a crise interna do IPCN (1977).

FITA 3-B
Considerações sobre a transformação do MNU; a dissolução do SINBA (1980); eventos realizados pelo IPCN; comentários sobre o sociólogo Herbert de Souza; mecanismos de sobrevivência de Yedo Ferreira e do entrevistado.

2a Entrevista: 19.12.2003

FITA 4-A
Considerações sobre a infiltração de elementos dos órgãos de informação no movimento negro; a repercussão do centenário da abolição no Brasil; lembranças da eleição da direção do IPCN (1987); a repressão policial na marcha de comemoração do centenário (1988); longas comentários sobre a organização da marcha de 1988.

FITA 4-B
Dificuldades enfrentadas na marcha de 1988; comentários sobre a participação da cantora Sônia Santos na marcha; discussão sobre os motivos da repressão à marcha.

FITA 5-A
Comentários sobre a importância da marcha de 1988; informações sobre os encontros estaduais do movimento negro; participação do entrevistado na campanha das Diretas Já (1984); dificuldades do entrevistado em conciliar a vida em família com a militância no movimento negro; considerações sobre a organização do conjunto habitacional de Campos.

FITA 5-B
Relação da vizinhança com o envolvimento do entrevistado no movimento negro; considerações sobre a participação política dos negros após a redemocratização; longos comentários sobre a "institucionalização" do movimento negro: a organização SOS Racismo.

FITA 6-A
Lembranças da eleição para direção no IPCN; questões sobre o financiamento do IPCN; elogios à atuação de Januário Garcia à frente do IPCN; a eleição do entrevistado para representante do IPCN no ENEN.


3a Entrevista: 04.11.2004

FITA 7-A
Comentários sobre Januário Garcia; lembranças da forma de militância de Wilson Prudente; balanço das entidades negras no Brasil; participação do entrevistado no ENEN; comentários sobre as duas maiores correntes do movimento negro; breves considerações sobre Jurema Batista e Benedita da Silva.

FITA 7-B
Informações sobre a organização da Coordenação Nacional das Entidades Negras - CONEN; razões para o MNU não fazer parte do CONEN; mudanças na estrutura do CONEN; lembranças do ENEN do Rio de Janeiro (1999); motivos do IPCN ter saído do CONEN; o rompimento do entrevistado com o IPCN (1998).

FITA 8-A
Recordações das bancas de vendas de material do movimento negro da Cinelândia; balanço da atuação do IPCN; novos comentários sobre Januário Garcia no IPCN; explicações sobre a captação de recursos para o IPCN; comentários sobre o sucessor do entrevistado na direção do IPCN, Sebastião Soares; considerações sobre a crise no IPCN.

FITA 8-B
Participação do IPCN na Marcha Zumbi dos Palmares (1995); contexto político da realização da marcha de 1993; a eleição do entrevistado para representante na Marcha do Zumbi dos Palmares; comentários sobre a importância dos militantes Bujão e Gilberto Leal; recordações das comemorações dos 500 do "descobrimento" do Brasil.

FITA 9-A
Problemas enfrentados na realização da Conferência Regional das Américas (2000); comentários sobre a relação entre o movimento negro e outros grupos políticos; considerações sobre a participação do movimento negro brasileiro em conferências internacionais; composição da delegação brasileira na Conferência de Durban (2001).

FITA 9-B
Comentários sobre a 2a Conferência Preparatória para a Conferência Mundial contra o Racismo (Durban, 2001); relato da participação do entrevistado na Conferência de Durban; breves explicações sobre o termo direito insurgente; considerações sobre o desenvolvimento do projeto dos pré-vestibulares para negros e carentes; explicações sobre o termo caucus; considerações sobre a atuação de Edna Roland na 2a Conferência Preparatória para a Conferência Mundial contra o Racismo (2001).

FITA 10-A
Relato do episódio de racismo por parte de José Gregori; a leitura pelo entrevistado da carta dos brasileiros aos irmãos africanos; informações sobre a Lei 10.639; defesa da valorização do negro na História do Brasil.

FITA 10-B
Relato das atividades de consciência negra realizadas em escolas publicas do Rio de Janeiro; diferenças entre racismo e racialismo; considerações sobre o surgimento de uma nova cultura de defesa da raça negra.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados