Clemente Mariani I

Entrevista

Clemente Mariani I

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "Trajetória e Desempenho das Elites Políticas Brasileiras", parte integrante do projeto institucional do Programa de História Oral do CPDOC, em vigência desde sua criação, em 1975. A escolha do entrevistado se justificou, entre outras coisas, por sua convivência com Juraci Magalhães.
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Eduardo Raposo
Maria Beatriz do Nascimento
Data: 23/8/1976
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h30min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Clemente Mariani Bittencourt
Nascimento: 28/9/1900; Salvador; BA; Brasil;

Falecimento: 13/8/1981; Salvador; BA; Brasil;

Formação: Faculdade de Direito da Bahia (1920).
Atividade: Deputado Estadual BA (1924-25 e 1929-30); Deputado Constituinte (1934); Deputado Federal BA (1935-37); Deputado Constituinte (1946); Ministro da Educação (1946-50); Deputado Federal BA (1950-51); Presidente do Banco do Brasil (1954-55); Ministro da Fazenda (1961).

Equipe

Levantamento de dados: Eduardo Raposo;Maria Beatriz do Nascimento;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Eduardo Raposo;Maria Beatriz do Nascimento;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Fabricio Pereira da Silva;

Temas

Assembleia Nacional Constituinte de 1934;
Bahia;
Clemente Mariani;
Getúlio Vargas;
Interventorias;
Juracy Magalhães;
Partido Social Democrático - PSD;
Partido Socialista Brasileiro - PSB;
Petrobras;
Política estadual;
Revolução de 1930;

Sumário

Fita 1-A: divergências entre o entrevistado e Juraci Magalhães por ocasião das eleições de 1950; comentários sobre o papel de Juraci na Revolução de 1930; relato das primeiras interventorias na Bahia na fase posterior à Revolução: Leopoldo Amaral e Arthur Neiva; comentários sobre a indicação de Juraci Magalhães para interventor na Bahia (1931), suas primeiras atividades no cargo e a oposição estudantil que sofreu; comentários sobre a organização do Partido Social Democrático (de Juraci Magalhães) com vistas à eleição para a Assembléia Constituinte (1934); atuação da bancada do PSD baiano na Assembléia Constituinte; comentários sobre o segundo governo de Juraci Magalhães na Bahia (1935-37), e sobre seu envolvimento na sucessão presidencial de 1937.

Fita 1-B: comentários sobre o envolvimento de Juraci Magalhães na sucessão presidencial de 1937, e sobre sua renúncia ao governo baiano em oposição ao golpe; comentários sobre a eleição de 1950, na qual o entrevistado concorreu ao Senado, e Juraci ao governo da Bahia (ambos derrotados); rápidos comentários sobre os posicionamentos de Juraci nas campanhas eleitorais ao longo dos anos 50 e 60, seu apoio ao golpe de 1964, e sua atuação como ministro da Justiça (1965-66); comentários sobre o posicionamento de Juraci na questão do petróleo, e sua atuação como presidente da Petrobrás (1954); breve comentário sobre a atuação de Juraci como ministro das Relações Exteriores (1966-67), e sua participação em empresas privadas; comentários sobre as relações de Juraci com seu irmão, Eliezer Magalhães, e as ligações deste último com a Aliança Nacional Libertadora; comentários sobre a reação baiana à indicação de Juraci como interventor (1931); relato da rivalidade entre políticos baianos e pernambucanos (segundo o entrevistado), e suas origens; comentários sobre a formação da Esquerda Democrática (ED) em 1945, e sua posterior transformação no Partido Socialista (PSB), em 1947.


Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados