Delfim Netto I

Entrevista

Delfim Netto I

Entrevista realizada no contexto do projeto "As faces do mago da economia: atuação e legado de Mario Henrique Simonsen", desenvolvido em convênio com a Cia. Bozano, Simonsen e a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), entre 2000 e 2001, com o objetivo de publicar um livro de depoimentos sobre Mario Henrique Simonsen - MÁRIO Henrique Simonsen: um homem e seu tempo, depoimentos ao CPDOC/ Organizadores Verena Alberti, Carlos Eduardo Sarmento, Dora Rocha. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getulio Vargas, 2002. 310p. il. O entrevistado foi selecionado por ser um dos expoentes do campo da economia no Brasil, professor da USP e um dos fundadores do Instituto de Pesquisas Econômicas (posteriormente FIPE) da USP, antecessor de Mario Henrique Simonsen no Ministério da Fazenda e seu sucessor no Ministério do Planejamento.
Forma de Consulta:
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: MÁRIO Henrique Simonsen: um homem e seu tempo, depoimentos ao CPDOC/ Organizadores Verena Alberti, Carlos Eduardo Sarmento, Dora Rocha. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getulio Vargas, 2002. 310p. il.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Verena Alberti
Carlos Eduardo Barbosa Sarmento
Data: 6/6/2001
Local(ais):
Brasília ; DF ; Brasil

Duração: 1h25min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Antonio Delfim Netto
Nascimento: 1/5/1928; São Paulo; SP; Brasil;

Formação: Formou-se pela Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas (FCEA) da Universidade de São Paulo (USP), em 1952; Doutor em Economia pela USP, com a tese "O problema do café no Brasil", em 1958.
Atividade: Funcionário do Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo (1948); Professor e Diretor (1960) da FCEA da USP, Catedrático, em 1962, com a tese “Alguns problemas do Planejamento para o desenvolvimento econômico”; Membro da Equipe de Planejamento do Governo Paulista de Carlos Alberto de Carvalho Pinto (1959); Membro do Conselho Consultivo de Planejamento (CONSPLAN), órgão de assessoria à Política Econômica do Governo Castelo Branco (1965) e do Conselho Nacional de Economia; Secretário de Fazenda do Governo Paulista de Laudo Natel (1966-1967); Ministro da Fazenda (1967-1974); Embaixador do Brasil na França (1974-1978); Ministro da Agricultura (1979) e do Planejamento (1979-1985); Deputado Constituinte por São Paulo (1987-1988); Deputado Federal por São Paulo (desde 1988).

Equipe

Levantamento de dados: Verena Alberti;Carlos Eduardo Barbosa Sarmento;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Verena Alberti;Carlos Eduardo Barbosa Sarmento;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Virgínia Sena Barradas;

Temas

Censura;
Confederação Nacional da Indústria;
Delfim Neto;
Economia;
Ernesto Geisel;
Fundação Getulio Vargas;
Governo Ernesto Geisel (1974-1979);
Governo João Figueiredo (1979-1985);
Inflação;
Jarbas Passarinho;
Mário Henrique Simonsen;
Matemática;
Ministério da Fazenda;
Ministério do Planejamento;
Movimento Brasileiro de Alfabetização;
Partido da Frente Liberal - PFL;
Regime militar;

Sumário

Entrevista: 06.06.2001.
O Encontro de Itaipava em 1966, onde se discutiram os rumos do ensino de economia no Brasil; primeiro contato do entrevistado com Mário Henrique Simonsen, por volta de 1954-5; as escolas de pós-graduação em economia na década de 1960: Escola de Pós-graduação em economia da Fundação Getúlio Vargas (EPGE-FGV) e Instituto de Pesquisa Econômica da Universidade de São Paulo (IPE-USP); prestígio e qualidade da EPGE e da Revista de Brasileira de Economia (RBE); a matematização da economia iniciada na década de 1960 e relações com outros campos de conhecimento; a opção pela carreira de economista; formação matemática do entrevistado: importância do contato com o professor Luís de Freitas Bueno na escola Politécnica; [Mobral: resultados, convite feito a Mário Henrique Simonsen pelo ministro da Educação Jarbas Passarinho para a presidência da instituição, financiamento; construção da imagem de Simonsen como solucionador de problemas e economista renomado: passagem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ; [escolha de Mário Henrique Simonsen para o ministério da Fazenda do governo de Ernesto Geisel; avaliação dos economistas da época sobre o impacto da primeira crise do petróleo (1973); Mário Henrique Simonsen no ministério da Fazenda: crise do petróleo, as simonetas, inflação reprimida e política antiinflacionária; relação entre o entrevistado e Simonsen durante o governo Geisel, quando eram ministros respectivamente da Agricultura e da Fazenda; [razões da saída de Simonsen da Secretaria de Planejamento (Seplan) do governo de João Baptista Figueiredo; impacto da crise do petróleo nas contas externas dos governos de Figueiredo e Geisel; espaço político de Simonsen no governo Figueiredo em questões orçamentárias; relações entre o Simonsen e o entrevistado antes e após a saída do primeiro do ministério do Planejamento; ausência de censura à área econômica durante o regime militar; consultas econômicas de Mário Henrique Simonsen aos governos a partir da década de 1980; comportamento político de Simonsen no governo Figueiredo; perspectiva pessimista de Mário Henrique ao deixar o governo sobre os rumos da economia brasileira em princípios da década de 1980; razões da saída de Mário Henrique Simonsen do governo Figueiredo; filiação de Simonsen ao Partido da Frente Liberal (PFL); avaliação do legado acadêmico de Mário Henrique Simonsen.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados