Fernando Henrique Cardoso II

Entrevista

Fernando Henrique Cardoso II

Entrevista realizada para o projeto de pesquisa da entrevistadora, intitulado De arquivo pessoal a patrimônio nacional: reflexões acerca da produção de "legados". O depoimento serviu de subsídio para a redação do texto “Memórias de presidente: reflexões acerca da construção do legado de FHC”. In: SOIHET, Rachel et al. (Org.). Mitos, projetos e práticas políticas: memória e historiografia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009, p. 51-65
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Luciana Quillet Heymann
Data: 11/1/2007
Local(ais):
São Paulo ; SP ; Brasil

Duração: 1h14min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Fernando Henrique Cardoso
Nascimento: 18/6/1931; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Livre docente em Sociologia, pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo - USP (1963) e catedrático de Ciência Política pela mesma faculdade (1968).
Atividade: Foi presidente da República por dois mandatos consecutivos (1995-2002). No momento da entrevista é presidente do Instituto Fernando Henrique Cardoso, presidente do painel de personalidades ilustres sobre a revitalização da Unctad (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento), membro da comissão de alto nível das nações unidas para o empoderamento legal dos pobres, professor at large da Universidade de Brown, Providence, RI, e professor visitante na Universidade de Southern Califórnia, Los Angeles, EUA.

Equipe

Levantamento de dados: Luciana Quillet Heymann;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Luciana Quillet Heymann;

Transcrição: Maria Izabel Cruz Bitar;

Conferência da transcrição: Luciana Quillet Heymann;

Técnico Gravação: Marco Dreer Buarque;

Sumário: Mariana Franco Lopes;

Temas

Arquivos pessoais;
Assuntos familiares;
Diários pessoais;
Fernando Henrique Cardoso;
Formação acadêmica;
Globalização;
Governos militares (1964-1985);
História;
Instituições arquivísticas;
Mário Soares;
Memorialismo;
Pensamento político;
Política;
Política partidária;
Produção intelectual;
Redemocratização;
Universidade de São Paulo;

Sumário

Entrevista: 11.01.2007


Fita 1: Menção à preocupação do entrevistado em produzir um “diário gravado” enquanto ocupou a Presidência da República; opinião acerca do juízo histórico e das análises que seriam feitas posteriormente a partir de seus registros; comentários sobre o hábito de ler e escrever, adquirido na juventude e jamais abandonado; opinião sobre os diferentes modos de se expressar: nos jornais, na política, na academia e na televisão; observação sobre os cuidados necessários à transcrição das fitas gravadas ao longo do mandato como presidente devido às diferenças entre a linguagem oral e a linguagem escrita; comentário sobre a mania de guardar registros desde a infância; menção a arquivos de outros políticos; comentários acerca da perda de alguns de seus documentos e livros durante a ditadura militar; breve análise da funcionalidade dos arquivos pessoais; comentários sobre a ideia de criar o Instituto Fernando Henrique Cardoso durante a Presidência: as visitas de sua secretária Danielle Ardaillon às bibliotecas presidenciais norte-americanas e a opção pelo modelo da Fundação Mário Soares; menção aos sete sócios que fundaram o Instituto e à possibilidade de transformá-lo em fundação; a relação com Darcy Ribeiro; a contribuição da formação em Sociologia para a sua trajetória política; breve comentário sobre a influência de Weber em seu modo de pensar; observações sobre as duas dimensões que marcaram a sua trajetória: a política e a intelectual; o afastamento da política partidária após o fim do seu mandato de presidente; a opção pela vida política, em detrimento da acadêmica, no momento de redemocratização; menção à participação na política universitária na Universidade de São Paulo (USP); a influência familiar em seu interesse pela política; referência ao seu livro A arte da política na versão em inglês – versão mais completa; observações acerca da necessidade de críticas às obras literárias e de um debate intelectual mais intenso no Brasil; breve comentário sobre as resenhas de seus livros nos Estados Unidos e na Inglaterra; análise do legado da sua geração no campo político; breve avaliação do Brasil no contexto do mundo globalizado.........................p.1-27
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados