Iara Xavier Pereira

Entrevista

Iara Xavier Pereira

Entrevista realizada no contexto do projeto “Arqueologia da reconciliação: formulação, aplicação e recepção de políticas públicas relativas à violação de direitos humanos durante a ditadura militar”, desenvolvido pelo CPDOC em convênio com a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) e parceria com a Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro, entre maio de 2014 e setembro de 2015. O projeto visa, a partir das entrevistas cedidas, a criação de um banco de entrevistas com responsáveis por políticas públicas relativas à violação de direitos humanos durante a ditadura militar.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Dulce Chaves Pandolfi
Angela Moreira Domingues da Silva
Data: 7/12/2015
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 6h6min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Iara Xavier Pereira
Formação:
Atividade: Economista; ex-militante da Aliança Nacional Libertadora; organizadora do livro "Rádio Libertadora, a palavra de Carlos Marighella", em parceria com o Ministério da Justiça.

Equipe


Transcrição: Maria Izabel Cruz Bitar;

Técnico Gravação: Ninna Carneiro;

Sumário: Luanna Gentil ;

Temas

Ação Libertadora Nacional;
Amazonas;
Anistia política;
Brasil;
Chile;
Cuba;
Departamento de Ordem Política e Social - DOPS;
Europa;
Exílio;
Família;
Feminismo;
Formação escolar;
Golpe de 1964;
Militância política;
Movimento estudantil;
Partido Comunista Brasileiro - PCB;
Política;
Repressão política;
Rio de Janeiro (cidade);
Tortura;

Sumário

Entrevista: 07/12/2015

Origens familiares; o Partido Comunista e sua família; a participação política da sua família; a atuação da sua mãe na Liga Feminina; o contato com as lideranças políticas na infância; o golpe militar em 1964; os impactos da ditadura na sua família; a separação da família; o reencontro familiar; a trajetória escolar; o movimento estudantil na ditadura; o contato com Carlos Marighella e suas influências; seus irmãos e a militância; a ida de seus irmãos à Cuba; a atuação no suporte às guerrilhas rurais; a ida à Manaus; o convite rejeitado de ir à Cuba; o retorno ao Rio de Janeiro; a aproximação com a Ação Libertadora Nacional (ALN); a criação de uma rede de apoio com mulheres; a proximidade com Carlos Marighella; as fitas feitas por Marighella; a questão na mulher na resistência; a ida à Europa; a chegada a Cuba; o assassinato de Marighella; a prisão da sua mãe, Zilda Xavier Pereira; os impactos da tortura; o curso de inteligência em Cuba; o retorno à Europa; o assassinato de Joaquim Câmara Ferreira (Toledo); a relação com os cubanos; o diálogo com o Chile; o retorno ao Brasil; a tentativa de disfarce; o reencontro com o irmão; o assassinato de Gastone Lúcia Carvalho Beltrão em 1972; a militância em São Paulo; o assassinato dos seus irmãos, Alex de Paula Xavier Pereira e Iuri Xavier Pereira; a ligação com o Grupo Tático Armado (GTA); a forte repressão do Destacamento de Operações de Informação - Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi); o relacionamento com Arnaldo Cardoso Rocha; o assassinato de seu companheiro Arnaldo; a gravidez; as dificuldades financeiras; a ida ao Chile e à Cuba; o retorno à escola; a criação do seu filho em Cuba; o trabalho como tradutora em Cuba; a saída da clandestinidade; o relacionamento com um chileno do Partido Socialista; a segunda gravidez; o retorno ao Brasil; o processo de absolvição; o primeiro encontro do Comitê Brasileiro pela Anistia (CBA); a intimação para depor no O Departamento de Ordem Política e Social (DOPS); o trabalho em uma loja de tecido; a mudança para Mato Grosso; o envolvimento na luta pela localização; a Lei 9.140; as pesquisas com familiares de desparecidos políticos; o Grupo Tortura Nunca Mais; a Comissão Nacional da Verdade; a lei da Anistia (Lei 6.683); conclusões e agradecimentos.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados