Jayme Brasil Garfinkel

Entrevista

Jayme Brasil Garfinkel

Entrevista realizada no contexto do projeto "Funenseg - 35 anos", na vigência com o contrato entre o CPDOC/FGV e a Fundação Escola Nacional de Seguros (Funenseg), entre julho de 2006 e fevereiro de 2007. O projeto visa à realização e tratamento de cerca de 40 (quarenta) horas de entrevistas de caráter histórico e documental sobre a história da Fundação Escola Nacional de Seguros (Funenseg). A escolha do entrevistado se justificou por ser considerado um ator fundamental para o resgate da história do seguro no Brasil.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Christiane Jalles de Paula
Fernando Lattman Weltman
Data: 22/11/2006
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h50min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Jayme Brasil Garfinkel
Nascimento: 1/11/1946; São Paulo; SP; Brasil;

Formação: Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).
Atividade: Presidente da Porto Seguro; vice presidente executivo da Porto Seguro Companhia de Seguros; presidente da Federação Nacional de Seguros Gerais (FENSEG); diretor presidente da Porto Seguro Saúde; vice presidente da Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados e de Capitalização – FENASEG.

Equipe

Levantamento de dados: Christiane Jalles de Paula;Fernando Lattman-Weltman;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Christiane Jalles de Paula;

Transcrição: Maria Izabel Cruz Bitar;

Conferência da transcrição: Anna Carolina Costa;

Técnico Gravação: Marco Dreer Buarque;

Sumário: Mirna Aragão de Medeiros;

Temas

Companhias de seguro;
Inflação;
Instituto de Resseguros do Brasil;
Planos econômicos;
Seguros;
Sindicatos de trabalhadores;

Sumário

Entrevista: 22.11.2006

Origem familiar; primeiros estudos, graduação em Engenharia Civil (1970) e pós-graduação em Administração na Fundação Getulio Vargas (1975); a entrada no ramo de seguro e a resistência do pai (Abrahão Garfinkel) à sua escolha; história dos seus antepassados e imigração dos avós da Ucrânia para o Brasil (1921), breve comentário sobre a estatização do seguro de acidente de trabalho (Lei nº. 5.316/1967) e a conseqüência para o mercado; empresas que trabalhou: Companhia de Seguros do Comércio e Indústria (1971); a compra da Boavista pela Atlântica (1970); compra pelo pai da Porto Seguro (1972); a década de 1970 e o mercado de seguros: o Decreto-Lei nº73 (1966); o Instituto de Resseguros do Brasil (IRB, hoje IRB Re); fusão da Porto Seguro com outras companhias; a Porto Seguro e o ramo de seguro de automóveis; serviços pioneiros implantados pela Porto Seguro: oficinas para vistoria; fotografia dos carros; fraude no ramo de seguro automotivo; crescimento da Porto Seguro entre 1972 e 1985; obstáculos enfrentados nesse período: com o Sindicato dos metalúrgicos de São Paulo, o alto custo das oficinas; a construção da identidade da Porto Seguro com o seguro de automóveis; crise e novos produtos (Pós-1986): break light, block tape, frota própria de guinchos - assistência 24 horas; o mercado de seguros e os planos econômicos (Plano Cruzado, Plano Collor, Plano Real); a gestão do superintendente João Régis Ricardo dos Santos (1985-1990); o impacto da inflação; morte do pai e assunção da mãe à presidência da Porto, divergências familiares pelo controle acionário da companhia, escolhido vice-presidente; projetos de reestruturação da Porto Seguro: "Visão 2005" e "Visão 2012"; abertura do capital da Porto Seguro (2004), DPVAT; crise na Porto Seguro com a proibição em operar DPVAT; consolidação da Porto Seguro: divisão dos lucros com os funcionários (1987); participação e o processo de escolha para atuar no Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP/1987-1991); divergências seguradoras de banco/independentes; o debate sobre correção monetária das reservas; vínculo da Porto Seguro com os corretores; o caso da denúncia de fraudes das seguradoras aos corretores (2005): a confiança dos corretores, a imagem negativa da mídia; o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC); a Ouvidoria; perspectivas de crescimento da Porto Seguro; novos caminhos da Porto Seguro, responsabilidade social, exemplo, o projeto educacional Crescer Sempre; perspectivas do mercado; privatização do IRB; quebra do monopólio do IRB; formação do profissional do seguro; atuação na presidência do Sindicato das Empresas de Seguros e Capitalização do Estado de São Paulo (1989 - 1990).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados