José Sette Câmara Filho I

Entrevista

José Sette Câmara Filho I

Entrevista realizada no contexto do projeto "Memória do BNDES", desenvolvido pelo CPDOC em convênio com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Ela foi utilizada como subsídio para a produção do livro “O BNDES e o Plano de Metas – 1956-61” / José Luciano de Mattos Dias. Rio de Janeiro, BNDES/CPDOC, 1996. A escolha do entrevistado justificou-se, entre outros motivos, por ter chefiado o gabinete do presidente Juscelino Kubitschek por dois anos.
Forma de Consulta:
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
José Luciano de Mattos Dias
Alexandra de Mello e Silva
Data: 4/12/1992
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 0h59min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: José Sette Câmara Filho
Nascimento: 14/4/1920; Alfenas; MG; Brasil;

Falecimento: 30/5/2002; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais; mestre em Direito Civil pela Universidade McGill (Canadá).
Atividade: Diplomata; chefe do Gabinete Civil da Presidência da República (1959-60); governador Gb (1960); prefeito do Rio de Janeiro (1961-62); embaixador do Brasil na ONU (1964-68); presidente da Comissão de Direito Internacional (CDI) da ONU (1978); membro da Corte Internacional da Justiça de Haia (1978-??)

Equipe


Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes; Marco Dreer Buarque;

Sumário: Ignez Cordeiro de Farias;Adriana Mattos de Oliveira;

Temas

Acordo de Roboré (1958);
Atividade profissional;
Banco do Brasil;
Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico;
Celso Furtado;
Comissão Mista Brasil - EUA (1951-1953);
Dwight Eisenhower;
Energia elétrica;
Fundo Monetário Internacional;
Getúlio Vargas;
Governo Juscelino Kubitschek (1956-1961);
José Soares Maciel Filho;
Juscelino Kubitschek;
Obras públicas;
Plano de Metas (1956-1960);
Reforma cambial;
Roberto Campos;
Superintendência da Moeda e do Crédito (Sumoc);
Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene);

Sumário

Entrada para o Itamaraty (1945) e carreira profissional; comentários sobre o papel da Comissão Mista Brasil-Estados Unidos na criação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE), em 1952; dissolução da Comissão Mista e suas conseqüências; considerações a respeito do papel exercido pelo Conselho de Administração do BNDE, no momento inicial da fundação do banco; observações acerca das controvérsias que foram suscitadas dentro do BNDE pelo projeto de financiamento para a VARIG S.A. (Viação Aérea Rio-Grandense) comprar equipamento a jato; comentários sobre a nomeação de José Soares Maciel Filho para a superintendência do BNDE (1953); confecção do Plano de Metas: importância do papel da Comissão Mista Brasil-Estados Unidos; importância da atuação de Juscelino Kubitschek como governador do Estado de Minas Gerais na criação do Plano de Metas: pioneirismo da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) na modernização da energia elétrica no Brasil e desenvolvimento das rodovias; observações acerca da relação entre a presidência da república e o BNDE; comentários sobre a Conferência do Panamá (1956): primeiro contato entre Juscelino Kubitschek e Dwight Eisenhower (presidente dos Estados Unidos, 1953-1961); comparação entre a relação do presidente Getúlio Vargas e do presidente Juscelino Kubitschek com os Estados Unidos da América; descrição do processo de criação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) e do Conselho de Desenvolvimento do Nordeste (CODENO); nomeação de Celso Furtado para o cargo de superintendente da SUDENE; relação do BNDE com a SUDENE; comentários sobre o acompanhamento dado por Juscelino Kubitschek às metas contidas no Plano de Metas; observações a respeito de alguns êxitos obtidos pelo Plano de Metas: área de energia elétrica e de siderurgia; considerações acerca da relutância de Juscelino Kubitschek em aceitar a Reforma Cambial; crise com o FMI, durante o governo de Juscelino Kubitschek; comentários a respeito da formação da equipe profissional do BNDE; considerações acerca da relação entre o BNDE e outras entidades financeiras do país, como o Banco do Brasil e a Superintendência da Moeda e do Crédito (Sumoc); observações a respeito da reação dos políticos à chamada administração paralela do governo de Juscelino Kubitschek; Acordo de Roboré (1958) e a saída de Roberto Campos da presidência do BNDE, em 1959; financiamentos estrangeiros e o BNDE; balanço sobre o Plano de Metas e a atuação do BNDE.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados