Olavo Egydio Setubal

Entrevista

Olavo Egydio Setubal

Entrevista realizada no contexto do projeto “Elites empresariais paulistas” desenvolvido pelo CPDOC entre janeiro de 2007 e dezembro de 2009, visando a constituição de um banco de entrevistas de história oral acerca da construção dos grupos empresariais paulistas. Para ter acesso à transcrição e ao vídeo da entrevista clique aqui.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.
Entrevista em vídeo disponível na Sala de Consulta do CPDOC e trechos no portal. Clique aqui para acessar o vídeo.
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: CASTRO, Celso (Org.). “Elites Empresariais Paulistas: Depoimentos à FGV”. São Paulo: Editora FGV, 2011, 296 p.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Celso Castro
Robert Norman Vivian Cajado Nicol
Data: 22/5/2007
Local(ais):
São Paulo ; SP ; Brasil

Duração: 2h12min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Olavo Egydio Setubal
Nascimento: 15/4/1923; São Paulo; SP; Brasil;

Falecimento: 27/8/2008; São Paulo; SP; Brasil;

Formação: Graduado em Engenharia Mecânica e Elétrica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), em 1945.
Atividade: Assistente da cadeira de eletrotécnica da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), 1945 a 1948; engenheiro do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT); fundador e presidente da firma artefatos de metal Deca (1947-1965);diretor e superintendente da Duratex e da Companhia Seguradora Brasileira (1957);diretor do Banco Federal de Crédito (1959);diretor da carteira de crédito geral do Banco do Estado de São Paulo (1962);integrante do Conselho Nacional de Seguros Privados (1965);vice-presidente da Fundação Padre Anchieta (1969);diretor do Banco Itaú América e do Banco Itaú de investimentos;conselheiro do Banco de Desenvolvimento do Estado de São Paulo;vice-presidente da Associação Nacional dos Bancos de Investimento e Desenvolvimento (ANBID);membro do Conselho de Administração do IPT (1971);presidente do Banco Itaú;diretor do Libra Bank Limited, de Londres;nomeado pelo presidente Ernesto Geisel (1974-1979) para o Conselho Monetário Nacional;participou da diretoria da Investimentos Brasil, órgão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE);prefeito da cidade de São Paulo (1975-1979);membro do Conselho Municipal de Desenvolvimento Social da Cidade do Rio de Janeiro, na gestão de Israel Klabin;presidente da comissão executiva provisória regional do Partido Popular (PP) de São Paulo (1980);presidente do PP de São Paulo (1981);Ministro das Relações Exteriores (1985-1986);integrante do comitê empresarial permanente do Ministério das Relações Exteriores (1993);participou do Conselho Superior de Orientação Política e Social da FIESP.

Equipe

Levantamento de dados: Celso Castro;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Celso Castro;

Transcrição: Katarina Wolter;

Conferência da transcrição: Juliana Marques da Silva;

Técnico Gravação: Marco Dreer Buarque;

Sumário: Tereza Azambuja;

Temas

Assuntos familiares;
Bancos comerciais;
Engenharia;
Escola Politécnica;
Fundação Padre Anchieta;
Getúlio Vargas;
Industrialização;
Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo;
João Goulart;
Juscelino Kubitschek;
Legislação trabalhista;
Olavo Egydio Setubal;
Tancredo de Almeida Neves;
Trajetória política;
Viagens e visitas;

Sumário

Entrevista: 22.05.2007

Origens; lembranças da infância e da família; a vocação para as Ciências Exatas na escola e a descoberta da engenharia; os anos de formação; entrada na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli); especialização em engenharia civil, migrando para a industrialização; a criação da Companhia Deca; o cargo de engenheiro de metalurgia no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT); o crescimento empresarial; o desenvolvimento dos negócios da Deca; a importância do tio Alfredo Egydio, líder empresarial, em sua trajetória; o Itaú e a família; a história do banco e a sua entrada na direção dele, sob a confiança do Dr. Alfredo; a passagem pela direção da Duratex antes de assumir a do Banco Itaú; o casamento com D. Tide, e as relações familiares com a política e a religião; o Itaú e a política; a expansão do Itaú através da fusão com o BUC (Banco União Comercial) e diversos outros bancos na década de 60; o mandato como prefeito de São Paulo, antecedido por um total afastamento da vida política; o manual da fusão entre bancos que deu certo; cargos para os quais foi indicado e personagens marcantes; a nomeação para o Conselho Nacional dos Seguros Privados e a vice-presidência da Fundação Padre Anchieta; sua impressão a respeito de Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, João Goulart e Tancredo Neves; cotidiano e Arte; viajar como seu grande hobby, idas à Suécia, Ásia, Japão, Indonésia, etc.; o início da coleção de arte do Itaú na década de 60; o interesse pela arte sob influência de sua mulher D. Tide.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados