Paulo César Afonso

Entrevista

Paulo César Afonso

Entrevista realizada no contexto do projeto "Golden Cross Assistência Internacional de Saúde: projeto de realização e editoração de entrevistas", desenvolvido em convênio com a Golden Cross Seguradora S.A., no ano de 1995. Um dos objetivos do projeto era a publicação de um livro de entrevistas que, por decisão da empresa, não se concretizou. O entrevistado era presidente da Golden Cross à época da entrevista.
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Ignez Cordeiro de Farias
Luciana Quillet Heymann
Data: 23/5/1995 a 7/6/1995
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 4h50min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Paulo César Carvalho da Silva Afonso
Nascimento: 1/5/1960; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Graduado em Administração na Bennett.
Atividade: Trabalhou como vendedor em uma corretora de vendas da Golden Cross (vapor), em 1977; trabalhou como vendedor na Golden Seller; foi um dos sócios e criadores da World Sales (1979); presidente do sistema Golden Cross.

Equipe

Levantamento de dados: Ignez Cordeiro de Farias;Luciana Quillet Heymann;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Ignez Cordeiro de Farias;Luciana Quillet Heymann;

Conferência da transcrição: Cristiano Santiago de Sousa;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Cristiano Santiago de Sousa;

Temas

Empresas privadas;
Igrejas protestantes;
Medicina;
Paulo César Carvalho da Silva Afonso;
Seguros;

Sumário

1ª Entrevista: 23/05/1995

Fita 1-A: Origens familiares; a infância no Rio de Janeiro; comentários sobre os irmãos; formação religiosa dos pais; longos comentários sobre a sua primeira viagem aos Estados Unidos; a dependência financeira na adolescência; ingresso no primeiro emprego; a opção pela atuação na área de vendas; breve comentário sobre seu desempenho como vendedor; os planos de saúde mais vendidos; a curiosidade sobre o trabalho do pai.

Fita 1-B: A curiosidade sobre o trabalho do pai (continuação); o ingresso na Golden Cross; a compra da empresa Seller; o papel do entrevistado na Golden Seller; a extinção da Golden Seller; as primeiras concessionárias da Golden Cross; comentários sobre a criação da World Sales; o sistema de comissionamento; observações sobre o mercado de Belo Horizonte; volta aos estudos; o trabalho em Belo Horizonte; informações sobre a compra de um apartamento no Rio de Janeiro; as pretensões quanto a instalação de uma filial da World Sales no Rio de Janeiro.

Fita 2-A: Longos comentários sobre o papel do entrevistado na instalação de uma filial da World Sales no Rio de Janeiro; o crescimento da empresa; breves explicações sobre o esquema de funcionamento das concessionárias da Golden Cross; a concorrência da World Sales com a Replan; o grau de envolvimento dos pais no trabalho do entrevistado.


2ª Entrevista: 30/05/1995

Fita 2-A (continuação): A cisão da Golden Cross com a Igreja Adventista; o ingresso do entrevistado na Golden Cross; longos comentários sobre as razões da preferência da Golden Cross pelo entrevistado; o contato do entrevistado e de seu pai com os representantes de venda; a identificação profissional entre o entrevistado e seu pai; o papel do entrevistado na Golden Cross, com a saída da Igreja Adventista da administração da empresa.

Fita 2-B: A questão do monopólio das concessionárias de venda; menção ao casamento do entrevistado; o interesse do entrevistado pela área de ticket; a lucratividade da área de ticket; longos comentários sobre a criação da Golden Ticket; o aumento da participação da Golden Cross na Golden Ticket; menção aos projetos da Golden Cross fora da área médica; longos comentários sobre o interesse do entrevistado pela área financeira; o ingresso na área financeira da Golden Cross; o desempenho do entrevistado na gestão das dificuldades da área financeira da Golden Cross no final da década de 80; longos comentários sobre o relacionamento profissional com o pai; o pai como modelo.

Fita 3-A: O pai como modelo (continuação); a comparação com o pai; o grau de influência da vinculação familiar do entrevistado no ingresso e em seu desempenho na Golden Cross; o relacionamento com os executivos mais antigos da Golden Cross; a preferência pelo estilo informal de administração; longos comentários sobre a elaboração de um novo modelo de gestão; as funções do entrevistado na empresa; a questão familiar na administração da empresa; o relacionamento com Edgard Mário Berger; o início das atividades da Golden Cross Seguradora; definição de estipulante; questões sobre a transferência de produtos da AIS para a Golden Cross Seguradora.

Fita 3-B: Questões sobre a transferência de produtos da AIS para a Golden Cross Seguradora (continuação); as exigências da Susep; a relação administrativa entre a AIS e a Golden Cross Seguradora; breve comentário sobre o plano Golden Saúde; o equilíbrio entre a AIS e a Golden Cross Seguradora em termos de venda de produtos; os problemas gerados com a grande procura ao Golden Saúde; as razões da criação do Golden Saúde; longos comentários sobre o Gate Keeper; as razões da procura da população pela rede particular de saúde.


3ª Entrevista: 07/06/1995

Fita 4-A: A aquisição da Amico; a concorrência entre a Golden Cross e a Amico; comentários sobre o modelo de atendimento da Amico; definição de medicina de grupo; a participação da Golden Cross em empresas da área de saúde em São Paulo; a participação da Golden Cross no Igase; hipóteses sobre as dificuldades de aceitação dos seguros de saúde em cidades como Belo Horizonte, Blumenau e Curitiba; longos comentários sobre o investimento da Golden Cross na Osec.

Fita 4-B: Longos comentários sobre a política assistencial da Golden Cross e a parceria com a Igreja Adventista na área filantrópica; breves comentários sobre os convênios com o setor público na área social; longos comentários sobre o projeto de atendimento médico domiciliar.

Fita 5-A: O projeto de atendimento médico domiciliar; os contratos e as estratégias do setor de marketing da Golden Cross; observações sobre a gráfica da Golden Cross; observações sobre a questão do telemarketing; o projeto de terceirização.

Fita 5-B: O projeto de terceirização (continuação); a idéia de descentralização da administração da Golden Cross; observações sobre o Programa de Qualidade Total; os objetivos da Golden Cross para o futuro segundo o entrevistado; Milton Soldani Afonso como administrador; questões sobre a antiga estrutura centralizadora da administração da Golden Cross; novos comentários sobre a descentralização da administração da Golden Cross; a questão da sucessão.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados