Imagens do Acervo

  • Antunes Maciel. S.l., s.d. (Arq. AM foto 045)

  • Antunes Maciel (1º esq./dir.) e outros, no dia de sua exoneração do cargo de ministro da Justiça e Negócios Interiores. Rio de Janeiro, 24/07/1934. (Arq. AM foto 042)

  • Antunes Maciel, Getúlio Vargas e outros por ocasião da posse do governo constitucional. Rio de Janeiro, 20/07/1934. (Arq. AM foto 041)

  • Antunes Maciel (4º esq./dir.) e outros em almoço oferecido ao interventor Carlos de Lima Cavalcanti pela bancada pernambucana na constituinte. Rio de Janeiro, 17/11/1933. (Arq. PEB foto 077/1)

Antunes Maciel

Sigla: AM

Dados Biográficos

Titular: Francisco Antunes Maciel Júnior

Filiação: Francisco Antunes Maciel e Francisca de Castro Moreira Maciel

Nascimento: 4/5/1881, Pelotas, RIO GRANDE DO SUL, Brasil

Cônjuge: Emília Antunes Maciel

Falecimento: 1/11/1966, Rio de Janeiro, RIO DE JANEIRO, Brasil

Formação Acadêmica

  • Ensino Superior (graduação), Direito, Faculdade de Direito, Rio de Janeiro, 1902

Principais Atividades

  • Deputado federal, Partido Federalista 1915,1923
  • Deputado federal, Aliança Libertadora 1924,1926
  • Deputado federal, Partido Libertador 1930,1930
  • Secretário estadual, Secretaria de Fazenda do Rio Grande do Sul 1930,1932
  • Membro, Estado-Maior civil Revolução de 1930 1930,1930
  • Ministro de Estado, Ministério da Justiça e Negócios Interiores 1932,1934
  • Diretor, Carteira de Redescontos do Banco do Brasil 1934,1937
  • Diretor, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social 1953,1960

Outras Atividades

Diretor de "A Reforma", órgão do Partido Federalista do Rio Grande do Sul (1906-1912); revolucionário de 1923 no Rio Grande do Sul; diretor de "O Libertador", órgão da Aliança Libertadora, agremiação política que em 1928 se transformou no Partido Libertador do Rio Grande do Sul (1927-1930); um dos criadores da Frente Única Gaúcha-FUG e da Aliança Liberal (1929); um dos articuladores da Revolução de 1930 e membro do estado-maior civil revolucionário; membro do conselho técnico do Instituto de Resseguros do Brasil (1949-1950); presidente do Instituto Nacional do Sal (1950-1951); presidente interino do BNDES (1958); presidente da Termelétrica Charqueadas (1960); colaborador do "Correio do Povo", de Porto Alegre.

Documentos Textuais

  • Manuscritos - 4591

Documentos Impressos

  • Livros - 15
  • Periódicos - 10
  • Exemplares de Periódicos - 13
  • Artigos de Periódicos - 3

Documentos Audiovisuais

  • Iconografia
    • foto - 130

Histórico

Os documentos que integram o arquivo foram originalmente doados em cópias eletrostáticas. Em 2001, foram entregues os originais e Célia Costa e Vera Lucia Lopes Rego fizeram uma nova proposta de arranjo e de substituição das cópias pelos originais. Em 30/11/2006, assumiu o arquivo a equipe: Adelina Novaes e Cruz (coordenação), Ivana de Pinho Ribeiro e Ana Beatriz Medeiros (estagiárias). A equipe constatou que os originais não correspondiam integralmente às cópias eletrostáticas e alterações foram realizadas em relação ao arranjo dado em 2001. As cópias eletrostáticas existentes anteriormente foram mantidas no arquivo.

Análise da Documentação

Os DOCUMENTOS TEXTUAIS foram ordenados em séries e sub-séries, a saber: Série: Atividade Pública e as respectivas subséries: Atividade jurídica; Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico; Carteira de Redescontos do Banco do Brasil; Deputado Federal; Instituto Nacional do Sal; Instituto de Resseguros do Brasil; Ministro da Justiça; Secretário da Fazenda; Termoelétrica Charqueadas. Série Documentos Pessoais; Série Documentos Diversos; Série Produção Intelectual. O conteúdo dos documentos é relativo a: campanha da Aliança Liberal; as relações entre o governo federal e o Rio Grande do Sul durante o período em que Flores da Cunha esteve à frente do Executivo estadual; informações sobre obras públicas e questões econômico-financeiras da gestão de Antunes Maciel na Secretaria de Fazenda; documentos a respeito do Partido Republicano Liberal, demissões dos ministros do Trabalho e da Justiça e Negócios Interiores em 1932; à Revolução Constitucionalista de 1932 e à crise sucessória mineira de 1933. Grande parte do material relativo ao período posterior a 1930 refere-se à passagem de Antunes Maciel pelo Ministério da Justiça e Negócios Interiores e ao papel por ele desempenhado no processo de reconstitucionalização do país, constituindo um tema expressivo do arquivo a Assembléia Nacional Constituinte de 1934. Estão documentadas ainda a sucessão fluminense de 1935, a formação de uma frente única no Rio Grande do Sul em 1936 e a sucessão presidencial de 1937. Período abrangido: 1816-1966. Ao final do arquivo encontram-se recortes de jornais ordenados cronologicamente. DOCUMENTOS AUDIOVISUAIS: as fotografias apresentam aspectos da gestão de Antunes Maciel na Secretaria de Fazenda do Rio Grande do Sul e no Ministério da Justiça e Negócios Interiores. Constam ainda do arquivo, entre outras, fotografias da Revolução de 1930 e da Assembléia Nacional Constituinte de 1934. Período abrangido: 1929-1934. DOCUMENTOS IMPRESSOS: o material impresso contém obras sobre o Poder Judiciário no Rio de Janeiro e a história do Rio Grande do Sul, além de um álbum ilustrado sobre a Revolução de 1923. Quanto aos periódicos, destaca-se o número extraordinário da "Revista da Semana", do Rio de Janeiro, dedicado à Revolução de 1924. Período abrangido: 1912-1931.

Descrição do Conteúdo das Séries

Atividade pública
1866 a 1966 3539

Documentos complementares
1979 a 1979 1

Documentos diversos
1903 a 1958 51

Documentos pessoais
1816 a 1969 829

Fotografias
1892 a 1963 130

Produção intelectual
1864 a 1967 171