Imagens do Acervo

  • Aspecto da rua onde começou a funcionar o Banco Comercial do Estado de São Paulo. São Paulo, 1912. (Arq. JMW foto 001)

  • José Maria Whitaker(1º dir./esq. em pé) e demais colegas da turma de bacharéis em Direito de 1896, em almoço pelos 30 anos de formatura. São Paulo, 08/12/1926. (Arq. JMW foto 003)

  • José Maria Whitaker (2º esq./dir. sentado), Emmanuel Whitaker, Marcelo P. Ferraz e outros, por ocasião da comemoração dos 25 anos do Banco Comercial do Estado de São Paulo. São Paulo, 1937. (Arq. JMW foto 007)

  • José Maria Whitaker (discursando) nas comemorações pelos 50 anos do Banco Comercial do Estado de São Paulo. São Paulo, jul/1962. (Arq. JMW foto 019/17)

  • Fachada do Banco Comercial do Estado de São Paulo. S.l., s.d.(Arq. JMW foto 019/2)

José Maria Whitaker

Sigla: JMW

Dados Biográficos

Titular: José Maria Whitaker

Filiação: Firmino Antônio da Silva Whitaker e Guilhermina Flora dos Anjos

Nascimento: 20/5/1878, São Paulo, SAO PAULO, Brasil

Cônjuge: Amélia Peres

Falecimento: 19/11/1970, São Paulo, SAO PAULO, Brasil

Formação Acadêmica

  • Ensino Superior (graduação), Ciências sociais, Faculdade de Direito, São Paulo (SP), 1895
  • Ensino Superior (graduação), Direito, Faculdade de Direito, São Paulo (SP), 1896

Principais Atividades

  • Presidente, Associação Comercial de Santos 1910,1910
  • Fundador, Banco Comercial do Estado de São Paulo 1912,1912
  • Presidente, Banco do Brasil 1920,1922
  • Ministro de Estado, Ministério da Fazenda 1930,1931
  • Secretário estadual, Secretaria de Fazenda de São Paulo 1930,1930
  • Chefe, Governo do estado de São Paulo 1930,1930
  • Ministro de Estado, Ministério da Fazenda 1955,1955

Outras Atividades

Advogado na cidade de Espírito Santo do Pinhal, atual Pinhal-SP (1897-1903); fundou a firma Whitaker Bonfim & Cia, destinada à comercialização do café (1903); diretor da Associação Comerical de Santos (1910); diretor-proprietário do Banco Comercial do Estado de São Paulo (1912); participou da formação da Companhia Americana de Seguros (1918); quando presidente do Banco do Brasil, criou a Carteira de Redescontos, a Carteira de Crédito Agrícola e a Câmara de Compensação de Cheques (1920-1922); participou do Conselho Consultivo do Estado de São Paulo (1933); afastou-se da vida pública (1933-1955) tendo nesse período se dedicado às atividades de seu banco; quando ministro da Fazenda no governo Café Filho, levou adiante o projeto de reforma cambial. Em 1971, o Banco Comercial de São Paulo transformou-se em Banco União Comercial sendo, em 1974, incorporado pelo Banco Itaú S.A. Escreveu inúmeros artigos e um livro autobiográfico publicado após a sua morte, "O milagre de minha vida" (1978).

Documentos Textuais

  • Manuscritos - 4205

Documentos Impressos

  • Livros - 51
  • Periódicos - 15
  • Exemplares de Periódicos - 39

Documentos Audiovisuais

  • Iconografia
    • cartão postal - 3
    • foto - 245
    • imagem impressa - 13

Análise da Documentação

DOCUMENTOS TEXTUAIS: o arquivo encontra-se organizado em 9 séries: BANCO COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO, BANCO DO BRASIL, MINISTÉRIO DA FAZENDA 1ª GESTÃO, SÃO PAULO, DIVERSOS, MINISTÉRIO DA FAZENDA 2ª GESTÃO, PRODUÇÃO INTELECTUAL, RECORTES DE JORNAIS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES. Os documentos do arquivo acompanham a trajetória pública e privada do titular com ênfase especial nas suas duas gestões no Ministério da Fazenda. Há informações sobre a política cafeeira, a dívida externa brasileira, o terceiro "funding loan", a missão Otto Niemeyer e as relações comericais brasileiras, sobretudo com a França e os Estados Unidos, na gestão de 1931. Com relação à segunda gestão no Ministério da Fazenda (1955), o arquivo possui volumosa documentação sobre o projeto de reforma cambial do titular, inclusive estudos realizados por Roberto Campos e parecer de Mr. Bernstein, consultor do FMI, sobre a situação cambial brasileira. o arquivo possui também farta documentação sobre São Paulo, particularmente sobre a política cafeeira e a crise paulista que culminou no movimento constitucionalista de 1932. Integram ainda o arquivo a produção intelectual do titular sobre assuntos vinculados à economia, à política financeira, assuntos jurídicos e espiritualismo, além de volumosa documentação sobre as homenagens prestadas a Whitaker no decorrer de sua vida. Período abrangido: 1892-1978.

Descrição do Conteúdo das Séries

Banco Comercial do Estado de SP
1912 a 1972 371

Banco do Brasil
1920 a 1920 35

Diversos
1886 a 1969 751

Documentos complementares
1970 a 1978 168

Estado de São Paulo
1924 a 1966 140

Fotografias
1912 a 1972 261

Ministério da Fazenda-1ª gestão
1930 a 1933 1999

Ministério da Fazenda-2ª gestão
1955 a 1967 699

Produção intelectual
1950 a 1968 42