Imagens do Acervo

  • Odilio Denys, ministro da Guerra, despachando com o presidente no Palácio da Alvorada em 1960, por ocasião da sanção da Lei de Remuneração dos Militares. (Denys à dir., Kubitschek ao centro e João Magalhães, chefe do Gab. Civil, à esq.) (Arq. Odilio Denys/CPDOC/FGV od_foto02)

  • Odilio Denys (ao centro) no gabinete do gal. Goes Monteiro (à esq.). 1934. (Arq. Odilio Denys/CPDOC/FGV od_foto01)

  • Odilio Denys ladeado pelo gal. Osvino, cmt. do III Exército e pelo cel. Ibá, cmt. do 9º Regimento de Infantaria, por ocasião de sua visita ao 9º RI. 13/05/1960. (Arq. Odilio Denys/CPDOC/FGV od_foto03)

  • Getúlio Vargas, Odílio Denis (à direita) e outros no palácio Rio Negro. Petrópolis(RJ), entre set.1938/maio 1940. (Arq. GV foto 071)

  • Da esq./dir.: Floriano Brayner, Odílio Denis, Amauri Kruel e Augusto do Amaral Peixoto. Rio de Janeiro, entre set.1952/dez.1958 (Arq. AAP foto 064)

  • Esq./dir.: Odílio Denys (6º), durante a Revolução de 1930. Juiz de Fora (MG), out.1930 (Arq. PEB foto 018_3)

Odilio Denys

Sigla: OD

Dados Biográficos

Titular: Odylio Denys

Filiação: Otávio Denys e Maria Luíza Denys

Nascimento: 17/2/1892, Pádua, RIO DE JANEIRO, Brasil

Cônjuge: Maria Helza Baima Denys

Falecimento: 5/11/1985, Rio de Janeiro, RIO DE JANEIRO, Brasil

Principais Atividades

  • Comandante, Zona Militar Centro 1949,1950
  • Chefe, Departamento Geral de Administração do Exército 1950,1952
  • Comandante, Zona Militar Sul 1952,1954
  • Comandante, Zona Militar Leste 1954,1956
  • Comandante, Exército, 1º 1956,1960
  • Ministro de Estado, Ministério da Guerra 1960,1961
  • Revolucionário, Golpe militar de 1964 1964,

Outras Atividades

Como tenente participou do Levante de 1922; do Levante de 1924 e da Revolução de 1930 e, como capitão, da Revolução de 1932 (tropas legalistas); Comandante da Escola de Sargentos de Infantaria da Vila Militar, no Rio de Janeiro (1930-1931); oficial de gabiente do ministro da Guerra (1934-1935); Comandante do 7º Batalhão de Caçadores (BC) em Porto Alegre (1937); Comandante do 1º BC no Rio de Janeiro (1938); Comandante da Polícia Militar do Distrito Federal (1940); Secretaria Geral do Ministério da Guerra (1946); Comandante da 8ª Região Militar (RM), em Belém (1947); 3ª Divisão de Infantaria, em Santa Maria (1947-1948), e 1ª Divisão de Infantaria, no Rio de Janeiro (1948). Autor das seguintes obras: "A instrução na Infantaria" (1934); "Combate de ruas e Guerrilhas" (1945); "Guia de instrução básica" (1955); "A Revolução de 1964" (1975); e o "Ciclo revolucionário brasileiro"; "Memórias - 5 de julho de 1922 a 31 de março de 1964" (1980).

Documentos Textuais

  • Manuscritos - 4376

Documentos Impressos

  • Livros - 35
  • Periódicos - 25
  • Exemplares de Periódicos - 35
  • Artigos de Periódicos - 28

Documentos Audiovisuais

  • Iconografia
    • álbum fotográfico - 3
    • cartaz - 36
    • foto - 332

Histórico

O arquivo Odylio Denys foi doado ao Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC, da Fundação Getulio Vargas, em 10 de fevereiro de 2000, pelos filhos do titular, cel. Roberto Bayma Denys e gal. Rubens Bayma Denys.

Análise da Documentação

DOCUMENTOS TEXTUAIS: a documentação textual do arquivo está organizada em seis séries: Documentação Pessoal; Vida Militar; Produção Intelectual; Post-mortem; Diversos e Recortes de Jornais. Estes conjuntos documentais retratam a trajetória militar e a atuação política de Odylio Denys em momentos de intervenção do Exército nas crises nacionais, particularmente na crise de 1961, provocada pela renúncia do ex-presidente Jânio Quadros, e no Golpe de 1964, que afastou o ex-presidente João Goulart do governo. A série VIDA PRIVADA (vp) é bastante volumosa e reúne a documentação da vida civil do titular. Inclui certificados, diplomas, currículos, recibos diversos, canhotos de talão de cheques, agendas e documentos relativos ao imposto de renda, correspondência pessoal e familiar, além de sua participação como acionista de uma empresa siderúrgica, e como membro do Conselho Curador da Faculdade de Medicina de Vassouras. A série VIDA MILITAR (vm), também volumosa, compreende os discursos pronunciados pelo titular ou por terceiros em cerimônias militares, boletins internos do Exército e minuta de ata do Conselho Superior de Economia de Guerra, além de homenagens e condecorações, e inúmeros telegramas congratulando-o por sua intervenção nas crises políticas de 1961 e 1964. Há também no arquivos vários manuscritos do titular, sobre esses dois momentos da vida política brasileira, reunidos na série PRODUÇÃO INTELECTUAL, que possui também manuscritos sobre personalidades nacionais e internacionais, além de textos de memória e os originais do seu livro "Ciclo Revolucionário Brasileiro". A série DIVERSOS, constituída de um único dossiê com o mesmo nome, abrange os documentos que não se enquadram nas outras séries e que refletem interesses do titular, como por exemplo santinhos, documentos sobre a vida imperial brasileira, mapas geográficos etc. Na série POST-MORTEM encontram-se os documentos referente ao inventário dos bens do titular e homenagens póstumas. Período abrangido: 1918 a 1990

Descrição do Conteúdo das Séries

Diversos
1915 a 1984 37

Fotografias
1910 a 1992 371

Post Mortem
1985 a 1988 58

Produção intelectual
1930 a 1986 799

Vida Militar
1915 a 1985 688

Vida Privada
1889 a 1986 2794