RESENHAS

Japan's capitalism: creative defeat and beyond

Gilmar Masiero

Doutorando em Administração na EAESP/FGV

 

 

JAPAN'S CAPITALISM: CREATIVE DEFEAT AND BEYOND
de SHIGETO TSURU. Cambridge: University Press. 1993.

 

 

 

Condições econômicas do Japão, política econômica, história do capitalismo japonês, relações econômicas internacionais, Estados Unidos e Japão são as palavras-chave da oportuna contribuição de Shigeto Tsuru para um maior conhecimento da sociedade japonesa. Aspectos institucionais até então negligenciados pela maioria dos estudiosos do Japão são brilhantemente trabalhados neste livro.

O brilhantismo de Tsuru pode ser facilmente percebido em seus livros e artigos ou mesmo em comentários de seus amigos, John Kenneth Galbraith, que prefacia o livro, afirma ao final deste que "após este livro, ninguém interessado no desenvolvimento econômico japonês, suas perspectivas e o necessário curso de políticas pode reclamar de algum problema no acesso à cena econômica japonesa. E ninguém que não tenha lido este livro pode presumir completo conhecimento daquele desenvolvimento e daquela perspectiva. Existem palavras fortes. Existe um significado maior".

Aos menos familiarizados com Tsuru recomenda-se a leitura das quatro páginas escritas por Mark Perlman a título de notas do editor, Através delas, o leitor fica sabendo, entre outras cosas, que o extensivo e não ortodoxo trabalho do professor Shigeto em macroeconomia é largamente reconhecido e estimado no Oriente e no Ocidente. Esse reconhecimento se deve ao fato de o autor ter exercido várias funções importantes e recebido vários prêmios. Tsuru foi presidente da Associação Internacional de Economia entre 1977 e 1980, é membro da Academia Japão e, entre tantos outros, recebeu título honorário em Harvard (evento relativamente raro, em sé tratando de cidadãos japoneses).

Tsuru nasceu em 1912 e hoje é professor emérito da Universidade de Hitotsubashi, onde lecionou Economia de 1948 até 1972 e foi presidente de 1975 a 1985, Em 1947 e 1948, paralelamente à sua carreira acadêmica, foi vice-ministro do Conselho de Estabilização Econômica do Governo Japonês. Durante a presidência da Hitotsubashi, atuou também no Conselho Editorial do Asahi Shimbun (um dos mais importantes jornais do Japão). Além da docência no Japão, lecionou em Harvard, Yale, John Hopkins, Rochester e Escola Delhi de Economia.

Mais de 80 anos de vida nos meios governamentais e acadêmicos japoneses e mundiais foram sintetizados em 277 páginas organizadas em oito capítulos. Sem desconsiderar a história anterior a 1945 - fato relativamente raro na literatura econômica sobre o Japão -, Tsuru revisa o desenvolvimento japonês do imediato pós-guerra até nossos dias, considerando sempre a inserção do Japão no cenário internacional. Nesse cenário, todas as transformações econômicas do pós-guerra e o recente término da guerra fria não foram suficientes para acabar ou fazer com que o tratado de segurança entre Estados Unidos e Japão perdesse sua razão de ser.

Esse tratado, que permeia toda a vida política e econômica japonesa do pós-guerra, é comentado nos primeiros capítulos do livro de Tsuru. A importância deste e de outros tratados, bem como a excelente seleção de temas de política monetária e fiscal ou de microeconomia, podem ser encontradas nos capítulos 1 a 8. O capítulo 1, "A derrota e as reformas das Forças de Ocupação", é desenvolvido através dos subitens: ''Conseqüências da derrota na guerra", "A política americana inicial de ocupação", "As idéias iniciais de reforma do lado japonês", "As reformas das Forças de Ocupação".

O capítulo 2, "O caminho da recuperação", contém "A mudança da política americana sobre o Japão", "Detendo as tendências inflacionárias", "Estabelecendo uma taxa de câmbio única", "A Guerra da Coréia e as conseqüências", "O tratado de paz". "O período de altas taxas de crescimento" é tratado no capítulo 3, através de "O 'milagre' do rápido crescimento", "Capitalismo rejuvenescido", "De onde vem a demanda efetiva" e "Transformação da estrutura industrial".

"O papel do governo no período de elevado crescimento" é discutido no capítulo 4, que é desenvolvido através dos subitens "Planejamento geral pelo governo", "Controle administrativo", "Reclamações para localização de fábricas", "Medidas especiais de alívio tributário para indústrias", "A política de baixas taxas de juros", "liberalização do comércio e da entrada de capitais", "Subsídios sobre a água e eletricidade". O capítulo 5, "O ponto de virada do cometa", discute "O primeiro choque do petróleo em 1973", "A rastejante inflação estrutural", "Preocupações ambientais levantadas" e "Reflexões sobre o conteúdo de bem-estar do índice PNB". .

Os elevados preços no Japão são discutidos no capítulo 6, "A dupla revolução de preços", através de sete subitens: "A coincidência de duas revoluções de preços", "O caso clássico de revolução de preços", "As conseqüências da revolução de preços do choque do petróleo", "Revolução de preços dos lotes urbanos", "Principais causas da revolução de preços da terra", "As conseqüências socioeconômicas da revolução dos preços da terra e as contramedidas" e "Má administração macroeconômica".

Os capítulos 7 e 8, "A marcha do corporate capitalismo " e "Para onde vai o Japão?", tratam do "Capitalismo triunfante?", "Um novo estágio do corporate capitalismo no Japão", "A tendência de globalização", "Privatização", "A tendência convergente dos dois sistemas", "A economia mista como um modo de produção" e "As perspectivas da economia japonesa e o papel do Japão no mundo".

O corporate capitalismo discutido por Tsuru no capítulo 7 é do tipo predominante no Japão, um capitalismo onde se privilegia a criação de conglomerados e a globalização. Dessa maneira, são renovados o interesse e a importância do controle da propriedade "freqüentemente relacionada a redes de sociedades anônimas mutuamente associadas". No pré-guerra, o controle da propriedade era familiar, através dos zaibatsu. No pós-guerra, embora Tsuru não mencione o termo, esse controle é efetuado através dos keiretsu.

Pela seriedade com que as temáticas foram tratadas, a leitura do livro de Shigeto Tsuro não só é recomendável como também é obrigatória a todos os estudiosos da área econômica envolvidos com estudos sobre o Japão ou não. Considerando os desacertos de nossas políticas de estabilização e desenvolvimento, o estudo da experiência japonesa é indispensável a todos os nossos ministros da Economia e suas equipes. Professores e alunos de pós-graduação em Economia, Ciência Política, Administração e Sociologia também devem aprender com a experiência japonesa sistematizada em Japan's capitalism.

 

Creative Commons License This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.