INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS

Relação Universidade-Empresa

Renato GarciaI; Wilson SuziganII

IORCID: 0000-0001-9739-1658. Instituto de Economia da UNICAMP. renatogarcia@eco.unicamp.br
IIORCID: 0000-0002-2193-4756. Instituto de Geociências da UNICAMP. wsuzigan@ige.unicamp.br

 

 

Um tema que tem apresentado crescente importância na área de Gestão da Tecnologia e da Inovação é a relação universidade-empresa. Nas últimas décadas, a elevação da complexidade dos conhecimentos necessários para a inovação fez com que as empresas fossem impelidas a procurar fontes externas de conhecimento, como forma de apoio e suporte às suas atividades inovativas. Nesse contexto, a universidade demonstrou-se uma importante fonte de novos conhecimentos para as empresas, e as relações com a pesquisa acadêmica foram um mecanismo crescentemente utilizado para a transferência desses conhecimentos. A discussão dos padrões, dos formatos e das características da relação universidade-empresa são temas frequentes nessa literatura. No campo das implicações gerenciais, verifica-se uma preocupação com a gestão dos processos que envolvem múltiplos agentes, como a universidade. Além disso, a literatura também traz consigo desdobramentos e implicações para as políticas públicas. Renato Garcia é professor do Instituto de Economia da UNICAMP e Wilson Suzigan é professor do Instituto de Geociências da UNICAMP.

 

 

IVORY TOWER AND INDUSTRIAL INNOVATION: University-industry technology transfer before and after the Bayh-Dole Act
David Mowery, Richard Nelson, Bhaven Sampat & Arvids Ziedonis. Stanford, USA: Stanford University Press, 2004. 241 p.

A Lei Bayh-Dole de 1980 representou um marco no arcabouço institucional de apoio aos processos de transferência de tecnologia da universidade para as empresas nos Estados Unidos. A expansão significativa das atividades de patenteamento e licenciamento da universidade a partir da década de 1990 esteve associada a esse contexto. No Brasil, a Lei da Inovação de 2004 foi bastante inspirada na Lei Bayh-Dole. Este livro discute, por meio de análises quantitativas e estudos de caso detalhados, os principais resultados e efeitos da Lei Bayh-Dole nos Estados Unidos, examinando os principais canais de transferência de tecnologia da universidade para as empresas.

 

 

THE TRIPLE HELIX: University-industry-government innovation in action
Henry Etzkowitz. New York, USA, and London, UK: Routledge, 2008. 176 p.

O livro de 2008 de Etzkowitz representa um marco para uma das mais importantes e reconhecidas abordagens que tratam da relação universidade-empresa, a abordagem da "Hélice Tripla" ("Triple Helix"). Nessa abordagem, o autor defende o papel proeminente da universidade e a importância da simbiose entre as três esferas, universidade, empresas e governo, para a produção, a transferência e a aplicação de novos conhecimentos científicos e tecnológicos. Há uma versão em português editada em 2009 pela Editora da PUCRS.

 

 

PUBLIC UNIVERSITIES AND REGIONAL GROWTH: Insights from the University of California
Martin Kenney & David C. Mowery, Stanford, USA: Stanford Business Books, Stanford University Press, 2014. 247 p.

O livro traz uma coletânea de estudos sobre experiências de transferência de tecnologia da Universidade da Califórnia e empresas da região, em diversos setores. Duas preocupações principais guiam os estudos apresentados no livro. Primeiro, a importância das universidades públicas no Estados Unidos, responsáveis por cerca de 70% da pesquisa acadêmica no país e por aproximadamente 60% da pesquisa financiada pelo governo federal. A segunda preocupação é com os efeitos dessas interações sobre o crescimento regional, ressaltando o papel da inovação como o motor principal do desenvolvimento econômico local.

 

 

THE UNIVERSITY AND THE ECONOMY: Pathways to growth and economic development
Aldo Geuna & Federica Rossi. Cheltenham, USA: Edward Elgar, 2015. 281 p.

Este livro oferece ao leitor uma ampla e aprofundada compreensão da contribuição da universidade para o desenvolvimento econômico. Por meio de ferramentas teóricas e evidências empíricas, o livro mostra as principais interações causais entre as atividades das universidades e os resultados econômicos. Além disso, oferece uma análise robusta das razões pelas quais alguns sistemas universitários de diferentes países estão contribuindo, ou não, para a promoção do desenvolvimento científico e tecnológico, com desdobramentos e implicações gerenciais e de políticas públicas.

 

 

DEVELOPING NATIONAL SYSTEMS OF INNOVATION: University-industry interactions in the Global South
Eduardo Albuquerque, Wilson Suzigan, Glenda Kruss & Keun Lee. Cheltenham, USA: Edward Elgar, 2015. 320 p.

Este livro representa uma das raras contribuições para a interpretação das relações universidade- empresa em países em desenvolvimento. Baseado em um amplo material empírico elaborado por equipes de 12 diferentes países, o livro traz como resultado uma visão ampla e dinâmica dessas relações. Nesse sentido, é capaz de explorar dimensões e caraterísticas dessas relações que não podem ser encontradas em países desenvolvidos, onde grande parte das análises sobre o tema foi realizada.

 

Creative Commons LicenseThis is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.