ARNALDO DE SOUSA PAIS DE ANDRADE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ANDRADE, Pais de
Nome Completo: ARNALDO DE SOUSA PAIS DE ANDRADE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ANDRADE, PAIS DE

ANDRADE, Pais de

*militar, rev. 1930; ch. EME 1936-1937.

 

Arnaldo de Sousa Pais de Andrade nasceu no Amazonas no dia 14 de outubro de 1875.

Ingressou na carreira militar em outubro de 1890, quando sentou praça como voluntário. Tornou-se alferes em novembro de 1894 e primeiro-tenente em outubro de 1908. Foi promovido a capitão em abril de 1912, a major em maio de 1921, a tenente-coronel em abril de 1924 e a coronel em novembro de 1927.

Quando da deflagração, em outubro de 1930, do movimento revolucionário dirigido pela Aliança Liberal, comandou as forças legalistas no Sul do país. Instalou seu quartel-general em Itararé (SP), onde esperou as tropas rebeldes vindas do Rio Grande do Sul, sob o comando de Miguel Costa. O confronto, contudo, não chegou a ocorrer em vista da deposição, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, do presidente Washington Luís no dia 24 de outubro de 1930.

Participou da repressão à Revolução Constitucionalista deflagrada em São Paulo em julho de 1932, tendo chefiado o estado-maior das forças legalistas. Ao fim das hostilidades, em outubro do mesmo ano, foi designado para a chefia do Departamento de Pessoal da Guerra, depois de ter sido promovido no mês anterior a general-de-brigada.

Em 27 de novembro de 1935 foi incumbido pelo general Eurico Dutra, comandante da 1ª Região Militar, de dominar o levante organizado pela Aliança Nacional Libertadora (ANL) na Escola de Aviação Militar no Rio de Janeiro. Deflagrada e derrotada dias antes no Nordeste, a insurreição atingira no Rio de Janeiro também o 3º Regimento de Infantaria, sendo em ambas as unidades debelada em poucas horas.

Promovido a general-de-divisão, Pais de Andrade foi nomeado em fevereiro de 1936 chefe do Estado-Maior do Exército (EME), em substituição ao general Pantaleão da Silva Pessoa. Exerceu a função até julho de 1937, quando passou o cargo ao general Pedro Aurélio de Góis Monteiro.

Faleceu no dia 5 de agosto de 1937.

FONTES: ARQ. GETÚLIO VARGAS; CÂM. DEP. Relação nominal dos senhores; CORRESP. SECRET. GER. EXÉRC.; COUTINHO, L. General; LAGO, L. Relação; MIN. GUERRA. Almanaque (1934); REIS JÚNIOR, P. Presidente; SILVA, H. 1935.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados