Otto Vicente Perrone

Entrevista

Otto Vicente Perrone

Entrevista realizada no contexto do projeto "O petróleo na sociedade brasileira", na vigência do convênio entre o CPDOC/FGV e a Agência Nacional do Petróleo (ANP), entre setembro de 2004 e dezembro de 2006. O projeto visa à elaboração de um livro sobre a história do petróleo na sociedade brasileira, desde seus primórdios até a criação da ANP, no final da década de 1990, com ênfase na legislação elaborada ao longo do período. Esta entrevista subsidiou a elaboração do livro: "História social do petróleo no Brasil". / Regina da Luz Moreira e Sergio Tadeu Niemeyer Lamarão. Rio de Janeiro: s. e., 2005. Inédito. A escolha do entrevistado se justificou por sua participação no Conselho Nacional do Petróleo.
Forma de Consulta:

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Regina da Luz Moreira
Sérgio Tadeu de Niemeyer Lamarão
Data: 24/10/2005
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h20min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Otto Vicente Perrone
Nascimento: 8/12/1926; Guarani; MG; Brasil;

Formação: Engenheiro Químico (1955); Químico Industrial (1951).
Atividade: Engenheiro da Petrobrás. Foi, sucessivamente, diretor e vice-presidente da Petroquisa; diretor superintendente, diretor presidente e conselheiro da Copene; diretor, diretor vice-presidente e Conselheiro da Nordeste Química s/a - Norquisa, e, ainda, diretor ou conselheiro de mais de vinte grandes empresas petroquímicas. Principal responsável pela criação da "petroquímica do nordeste S.A." - Copene. Exerceu a vice-presidência e a presidência da associação brasileira da indústria química e de produtos derivados - Abiquim.

Equipe

Levantamento de dados: Regina da Luz Moreira;Sérgio Lamarão;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Regina da Luz Moreira;Sérgio Lamarão;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Fabrício Almeida;

Temas

Conselho Nacional do Petróleo;
Engenharia;
Ernesto Geisel;
Exploração de petróleo;
Imprensa;
Indústria petroquímica;
Legislação;
Monopólio;
Petrobras;
Petróleo;
Regime militar;

Sumário

Entrevista: 24.10.2005

Fita 1-A: Os primórdios da petroquímica no Conselho Nacional do Petróleo (CNP); a trajetória como engenheiro químico; o ingresso na Petrobras em seu momento de criação; o estatuto legal dos produtos básicos petroquímicos; a criação da Petroquisa em 1967; o processo Wulff de produtos petroquímicos inaugurado no Brasil pela Union Carbide; a questão da Refinaria de Cubatão; o pioneirismo brasileiro nos produtos petroquímicos; o surgimento do primeiro polo petroquímico brasileiro em São Paulo.
Fita 1-B: O papel do CNP na questão petroquímica; a proposta de instalação de uma planta de borracha sintética no Brasil; a construção da Refinaria Duque de Caxias (Reduc); a relação da imprensa com as decisões do CNP; o projeto para a fabricação de óxido de etileno em São Paulo; a composição do CNP; a dualidade entre o CNP e o Grupo Executivo da Indústria Química (Geiquim) e; a questão da produção excedente pelas refinarias; a presença do general Ernesto Geisel nas questões da CNP; as discussões sobre justa remuneração; as tensões entre o CNP e a Petrobras; sugestão de figuras importantes a serem entrevistadas.
Fita 2-A: Mais sugestões de figuras a serem entrevistadas; a ascensão do CNP durante o regime militar; a relação da Petrobras com o CNP durante o regime militar; a questão do monopólio do refino; a atuação do CNP em relação a Copene e Copesul; as diferentes resoluções legislativas sobre as indústrias; documentos relativos à indústria do petróleo.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados