GIACOBO, Fenando

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GIACOBO, Fenando
Nome Completo: GIACOBO, Fenando

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
Título: Clientelismo, internet e voto: mapeando práticas assistencialistas e clientelistas nos websites dos candidatos a vereador de três capitais do Brasil Meridional

GIACOBO, Fernando

*dep.fed. PR 2003-

 

Fernando Lúcio Giacobo nasceu em Pato Branco (PR) no dia 17 de dezembro de 1970, filho do empreiteiros e comerciantes de móveis Irineu Luís Giacobo e de Joeci Tartari Giacobo.

Frequentou o curso de Gestão de Negócios e Empreendimentos com Ênfase em Planejamento e Gestão Financeira, porém não chegou a concluir, e em 2007 ingressou no curso de ciências jurídicas na UNIEURO em Brasília. Ao mesmo tempo, dedicou-se às atividades empresariais, investindo no ramo imobiliário e em propriedades de terra na região de Foz de Iguaçu e no estado de Mato Grosso.

Iniciou sua carreira política candidatando-se a deputado federal pelo Partido Popular Socialista (PPS) no pleito de outubro de 2002, tendo sido eleito com 52.006 votos. Tomou posse no mandato em 1º de fevereiro de 2003 e em junho do mesmo ano transferiu-se do PPS para o Partido Liberal (PL), agremiação da base de apoio do governo de Luís Inácio Lula da Silva (2003 - ). Durante esta legislatura foi primeiro-vice-presidente, segundo-vice-presidente e titular da Comissão de Viação e Transportes, e suplente das comissões de Constituição e Justiça e de Cidadania, e de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio. Foi vice-líder do bloco PL/PSL de 2004 a julho de 2005, quando passou a ser vice-lider do PL, cargo que ocupou até o final da legislatura.

No pleito de outubro de 2006 concorreu novamente ao cargo de deputado federal pelo PL sendo reeleito com 92.868 votos. Empossado em 1º de fevereiro de 2007, nessa legislatura foi membro titular da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio e da Defesa do Consumidor, da qual foi também segundo-vice-presidente, e suplente da Comissão de Finanças e Tributação. No dia 21 dezembro de 2006 após a fusão do PL com o Partido de Reedificação da Ordem Nacional (PRONA) para formar o Partido da Republica (PR), filiou-se ao novo partido do qual se tornou presidente estadual em 2007 e vice-líder dessa agremiação na Câmara dos Deputados a partir do ano seguinte. Durante a legislatura, concentrou-se na abordagem de problemas relacionados às regiões de Cascavel e de Foz do Iguaçu, sua base eleitoral, tendo apresentado o projeto de lei 27/08 instituindo o Regime de Tributação Unificada na importação de mercadorias procedentes do Paraguai por via terrestre, e sido o relator e autor do substitutivo que redundou na aprovação da “lei dos sacoleiros”, sancionada pelo presidente Lula em julho de 2009 e fixando alíquota de compras da fronteira com o Paraguai em 25% possibilitando ainda às micro-empresas comprar até R$ 10 mil por mês em mercadorias deste país. Nesse mesmo período, levantamento efetuado pelo site Congresso em Foco apontou Giacobo como o deputado paranaense com maior número de processos tramitando no Supremo Tribunal Federal (STF), um dos quais em conjunto com o deputado federal Alceni Guerra (DEM/PR) em virtude de uma empresa de Giacobo ter sido vencedora e única concorrente de uma licitação para a administração da rodoviária de Pato Branco (PR) no período em que Alceni era o prefeito de cidade.

 

 

FONTES: O Estado do Paraná (24/03/2007, 04/06/2009); http://www2.camara.gov.br/ (acesso em: 12/10/2009); http://www.vigilantesdademocracia.com.br/ (acesso em: 12/10/2009); http://www.excelencias.org.br/ (acesso em: 12/10/2009).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados